O blog JIdiario agora é portal JInews.com.br, com muito mais interatividade e conteúdo atualizado a todo momento. Acesse e confira.

terça-feira, 31 de maio de 2011

CAPA: Edição2.117 - Içara, 31 de maio de 2020

Feira de doação de animais supera as espectativas
(Miguel Nietto/Jornal Içarense)


Brogni assume Procuradoria no lugar de Réus
(Arquivo/Jornal Içarense)


Comunidade cobra melhor atendimento no São Donato
(Bruna Borges/Jornal Içarense)

CHARGE

POLÍTICA - Problemas da saúde são discutidos na Câmara

A comunidade foi até à Câmara para reunir-se, além do Legislativo, com Executivo e representantes do Hospital São Donato; indignados, criticaram o mau atendimento no hospital.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

Vereadores, prefeito, diretoria do Hospital São Donato (HSD), médicos e comunidade estiveram reunidos na Câmara Municipal de Içara na noite desta segunda-feira, dia 30, a fim de achar uma solução para os problemas encontrados no atendimento de saúde no município.
O principal foco das críticas dos moradores foi com relação ao atendimento no Hospital São Donato. Entre as exigências da comunidade estão a dispo-nibilização de médicos no Pronto Socorro por 24 horas; um atendimento inicial, feito por uma enfermeira, logo que o paciente chega ao local; e a reabertura do atendimento da pediatria no Pronto Socorro.
O secretário de Saúde de Içara, Laudo Calegari, disse que a Administração Municipal estará ampliando o quadro de pediatras nos postos de saúde e avali-ando a implantação de um Centro de Especialização.
O presidente do Legisla-tivo, vereador Dar-lan Bitencourt Car-pes, questionou o diretor clínico do hospital, Lauro Nogueira, sobre a sobrecarga que tem tido no Pronto Socorro.
Nogueira enfati-zou o fato de os médicos não aceitarem as propostas de trabalho oferecidas pe-lo hospital. “Nós não temos ginecologista e obstetra de plantão. Estes dias foram oferecidos R$ 15 mil para um anestesista trabalhar, e ele não quis. Além disso, é muito difícil encontrar pediatras. A população de Içara aumentou, mas o número de médicos disponíveis para trabalhar, não”, disse o diretor clínico.
De acordo com Nogueira, os postos de saúde fechados também geram sobrecarga ao HSD. “Os postos de saúde têm que funcionar oito horas por dia. Sabemos que se o prefeito exigir isso, os médicos vão sair todos, pois só querem trabalhar seis horas. Mas, precisamos achar uma solução”, observou.
Representantes da comunidade também questionaram sobre o painel com o nome dos médicos plantonistas, que não foi colocado. “O painel eletrônico que vamos colocar custa R$ 3.800. Não compramos ainda porque não temos dinheiro”, justificou a diretora administrativa do HSD, Cleide Geremias.
O vereador Jurê Carlos Bortolon deu o exemplo da unidade de saúde do Balneário Rincão, que possui dois médicos, um pela manhã e outro à tarde. “Peço que a Secretaria de Saúde faça no posto central da mesma forma que é feito no Rincão. Pois, o pessoal do balneário nunca mais reclamou de saúde lá”, sugeriu o vereador.
A diretora administrativa do HSD pediu que a comissão marcasse um horário para ir ao hospital conferir as finanças.
Mais ao final da reunião, Cleide comunicou que vai providenciar, a partir da próxima segunda-feira, dia 6, uma enfermeira ou técnica de enfermagem que re-cepcione os pacientes no Pronto Socorro, com medição de pressão arterial, entre outros critérios. Prometeu ainda que o nome do médico de plantão será afixado na parede, em um cartaz, até que o painel eletrônico possa ser comprado.
O prefeito Gentil Dory da Luz falou sobre os investimentos da Administração Municipal em saúde, sendo que 20% da renda do município é destinada ao setor, e agendou uma reunião para o dia 30 de junho, a fim de avaliar se houve melhoria na saúde a partir das conversas e promessas feitas nesta segunda-feira.
A questão da pediatria no Pronto Socorro ficou a cargo do secretário de saúde e diretora administrativa do HSD conversarem para a-char a melhor solução.

GERAL - Fiscalizadora pede para Setep refazer as caixas de ligação

Fez um mês neste domingo, dia 29, que a Administração Municipal solicitou a paralisação das obras de saneamento básico no município, até que fosse feita a recuperação de todas as ruas.

(Maso Nyetto/Jornal Içarense)

Moradores de algumas ruas do município percebe-ram, na semana passada, que trabalhadores da Setep Engenharia estavam que-brando novamente as cal-çadas a fim de colocar cai-xas de ligação entre as resi-dências e a rede de esgoto.
De acordo com a enge-nheira responsável pela fiscalização, Raquel Des-tro, da empresa Ceal Con-sultoria, as caixas de liga-ção estão sendo recoloca-das devido a um erro.
“As caixinhas não esta-vam sendo colocadas da maneira como prevê o pro-jeto. Por isso, pedimos pa-ra a Setep refazer. Elas ser-vem para que cada consu-midor faça a ligação da re-de da sua casa para a rede de esgoto. Então, tem que ser feita bem firme”, expli-cou a engenheira.
A Setep Engenharia é a empresa contratada pelo Serviço Autônomo Munici-pal de Água e Esgoto (Sa-mae) de Içara para realizar as obras de saneamento básico no município.
O presidente do Samae, Paulo Preis Neto, disse que não sabia destas modifica-ções. “As caixas de ferro são de responsabilidade da Setep. A empresa só vai ser paga quando concluir o serviço”, ressaltou o pre-sidente da autarquia.
Uma das preocupações dos moradores é quanto à restituição das calçadas. Porém, segundo a enge-nheira da Ceal, o contrato com a Setep prevê apenas a restituição da parte de cimento. “Calçadas que ti-nham piso, a empresa não tem obrigação de refazer. No contrato com a Caixa E-conômica Federal já é des-te jeito. Sabemos que have-rão muitas reclamações, mas a Setep não pode ar-car com os pisos, a não ser que o morador tenha o ma-terial e peça para o pedre-iro da empresa colocar junto, enquanto estiver passando o cimento”, ex-plica Raquel.
A Ceal já passou uma listagem para a Setep de itens que devem ser arru-mados e a empresa conti-nua fazendo os acabamen-tos. “A Setep havia dado uma parada nas obras pa-ra restaurar as ruas que re-ceberam a tubulação. Ago-ra está fazendo o acaba-mento da repavimentação e terminando alguns tre-chos”, informou Raquel.
Nas obras de esgota-mento sanitário de Içara es-tão sendo investidos R$ 12,5 milhões através da A-dministração Municipal, em parceria com o Governo Federal. Serão beneficiadas cerca de 40% da população residente na região central do município.

POLÍCIA - Motociclista se envolve em acidente no Centro de Içara

Foi registrado neste sábado, pelos Bombeiros de Içara, um acidente envolvendo um carro e uma motocicleta, no Centro da cidade, segundo os socorristas causou ferimentos leves em uma mulher.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

Acidente no Centro de Içara, neste sábado, deixa uma mulher ferida.
A colisão no final da tarde, na Rua Ipiranga, em frente a agência da Caixa Econômica Federal, envolveu o Vectra placas PAT-1422 de Içara, dirigido por J.P.R., e a Honda Biz placa SET-1122, dirigida pela feminina D.G.S.
De acordo com o Corpo de Bombeiros de Içara, R. não sofreu nenhuma lesão, enquanto a condutora da moto foi atendida sob suspeita de fratura na perna direita, além de escoriações no joelho e mão esquerda.
A feminina foi encaminhada ao Hospital Sâo Do-nato, em Içara, onde passou por exames médicos, sendo liberada.
Um outro acidente envolvendo uma motocicleta a-conteceu na primeira hora da tarde de domingo, no bairro Jardim Silvana.
R.F.C., 37 anos, condutor da moto placa SSA-3275, de Içara, caiu na Rua Lúcia de Luca, apresentava escoriações nos braços e pernas e foi encaminhado ao Hospital São Donato, pelo Corpo de Bombeiros. Como as lesões foram superficiais passou por alguns exames e foi liberado.
Foram registrados neste fim de semana em Santa Cat-rina cinco mortes. Quatro acidentes aconteceram no fim da tarde de sábado.
O motociclista Nicolau Hermínio Teixeira, 57 a-nos, morreu em um acidente no trecho Sul da BR-101, por volta das 18h. O acidente aconteceu no quilômetro 344, em Tubarão. Tei-xeira estava na moto placa TTV-1411, de Sangão, e envolveu-se em um acidente com o Celta placas MDS-4777, de Jaguaruna, conduzido por um jovem de 21 anos que nada sofreu.
Também no sábado, E-duardo da Rocha, 18, morreu em uma batida frontal, na BR-101, em Sangão.
Diego da Rosa, 28, veio a óbitou na madrugada de domingo, após capotar o Celta placas MCS-7278, de Jaguaruna, na Estrada Geral do Arroio Corrente.

VARIEDADES - Associação Beneficente Família Feliz faz 10 anos

Um grupo de amigos se uniu, há 10 anos, para ajudar famílias carentes do município de Içara, fundando assim a Associação Beneficente Família Feliz, que recebe doações da comunidade.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

A Associação Beneficen-te Família Feliz completou 10 anos de fundação nesta segunda-feira, dia 30.
A entidade é conhecida por promover regularmen-te campanhas e eventos com o objetivo de ajudar fa-mílias carentes de Içara.
Todos os meses, cerca de 280 famílias recebem ces-tas básicas, arrecadadas a-través da ajuda da socie-dade içarense. Mas, o nú-mero de famílias cadastra-das, que recebem regular-mente o acompanhamento da associação, chega a 600.
Para o presidente da enti-dade, Daniel Fernandes, comemorar os 10 anos é bastante gratificante para toda a diretoria. “Todos que fazem parte da Família Fe-liz estão muito contentes neste dia de comemoração. Diariamente ajudamos pessoas carentes e religio-samente promovemos campanhas durante o ano, como a de Páscoa; do Aga-salho, que distribuiu no úl-timo sábado 36.600 peças de roupa e 2.800 pares de sapato; Dia das Crianças; e Natal Mais Feliz”.
Fernandes ressaltou que, desde o primeiro ano da associação, as campanhas são realizadas, sem inter-rupção. “Nós vamos atrás de doações, convênios e a-juda. É difícil, mas no final muito gratificante”, disse o presidente.
O vice-presidente da en-tidade, Jaime Salvan Car-doso, falou sobre a impor-tância do acompanhamen-to e controle das famílias beneficiadas com alimen-tos e roupas.
“O trabalho é bem orga-nizado. Temos 20 senho-ras voluntárias e nós da diretoria, que também faze-mos o trabalho voluntaria-mente. É importante acom-panhar as famílias, pois, elas só devem levar o que é necessário. Durante estes 10 anos, já descobrimos ca-sos de pessoas levarem a cesta básica e entregarem para terceiros, de outras ci-dades. Além disso, outros vieram receber roupas e, na esquina seguinte, jogaram fora. Então, nós controla-mos, para não haver des-perdício”, explicou o em-presário que ajudou Fer-nandes a fundar a associ-ação beneficente.
Outro participante da di-retoria, Rubens Réus, con-tou sobre a satisfação no trabalho voluntário da Fa-mília Feliz, da qual partici-pa há quatro anos.
“É bom ver a alegria das crianças e o sorriso das mã-es quando recebem um brinquedo ou uma cesta básica. Participo de muitas associações, mas nenhu-ma me deixa tão feliz quan-to esta. Aqui existe um tra-balho sério e que só cresce. Nos momentos difíceis, Deus abre as portas”, de-clarou Réus.
A Associação Beneficen-te Família Feliz está locali-zada na Rua Sete de Setem-bro, nº 462, Edifício Dona Nena, salas 202/203, se-gundo andar, em frente ao Hospital São Donato, Cen-tro de Içara.

ESPORTE - Tigre vence no Rio e fica em segundo na Série B

O Criciúma dominou o time carioca durante o confronto, chegando a vencer por 2 a 0, com gols de Pedro Carmona e Schwenck, e o resultado agradou o técnico Edson Gaúcho.

(Divulgação)

O Criciúma venceu a primeira partida no Campeonato Brasileiro da Série B 2011. No sábado, o Tigre bateu o Duque de Caxias por 2 a 1, em São Januário, em jogo válido pela segunda rodada. O Tricolor atuou com um a menos em todo o segundo tempo.
O Tricolor abriu o placar aos 39 minutos do primeiro tempo, com o meio-campo Pedro Carmona, aproveitando um belo contra-ataque. Antes do intervalo, o atacante Schwenck fez de bicicleta o segundo gol do Tigre: 2 a 0. Na comemoração, Schwenck foi expulso, por gesto obsceno, segundo o árbitro. Ele nega. A diretoria deve multá-lo.
No segundo tempo, com um a menos o Tigre sofreu um gol logo no começo. Aos três minutos, Somália descontou de cabeça.
Com a vitória, o Criciú-ma soma quatro pontos ganhos, com saldo um positivo, na segunda posição.
O próximo jogo do trico-lor será sábado dia 4, às 16h20min, no Estádio He-riberto Hulse, contra o Náutico, que está em 12° lugar na tabela classifica-tória, com três pontos, ao vencer o Goiás por 1 a 0.
A direção do clube apresenta hoje mais quatro reforços: Thoni, Anderson, Diogo Kachuba e Aloísio. E também novo gerente de futebol. Trata-se de José Re-is, que substitui Enedir Per-raro, que pediu demissão.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

CAPA: Edição2.116 - Içara, 28 e 29 de maio de 2020

Acidente de trabalho deixa operador sem parte da mão direita
(Bruna Borges/Jornal Içarense)


Penúltima rodada do feminino será disputada hoje
(Maso Nyetto/Jornal Içarense)


Ministro do TSE aceita agravo da defesa de Gentil
(Divulgação)

EDITORIAL - Adoção é uma forma de carinho e amor

A Associação Içarense de Proteção Animal Amigo Bicho (AIPA-Amigo Bicho) realiza neste sábado, na Praça da Matriz São Do-nato, em Içara, a primeira feira para doação de animais.
Estarão disponíveis para adoção cachorros e gatos que foram abandonados e estão devidamente vermi-fugados, ou seja, tendo tomado remédio para vermes, e alguns castrados.
Para adotar é necessário apresentar CPF, RG e comprovante de residência.
Durante a semana o Ministério Público de Içara realizou um seminário sobre a importância da adoção de crianças. Vamos cuidar dos animais e também das crianças abandonadas.

CHARGE

COLUNISTA - Viviane Maragno,


Distimia: estado crônico de depressão

Sinônimos e nomes populares: transtorno distímico, neurose depressiva, depressão neurótica, neurastenia, transtorno depressivo de personalidade.

O que é?
A distimia é uma doença do humor, como a depressão, porém ocorrendo de uma forma crônica, com a persis-tência de tristeza por longo tempo (pelo menos dois anos), durando a maior parte do dia, na maioria dos dias.
O que se sente?
Além do humor triste de forma prolongada, a pessoa pode sentir o apetite aumentado ou diminuído, insônia ou muita sonolência, sensação de baixa energia e cansaço, baixa auto-estima, com pensamentos de não ter valor ou ser incapaz, apresentando ainda dificuldade em con-centrar-se ou em tomar decisões, além de ter sentimentos de falta de esperança. Não necessariamente todos esses sintomas deverão estar presentes, mas muitos são co-muns. Diferentemente da depressão, a distimia pode dei-xar o indivíduo com a sensação de que este é o seu jeito normal de ser, com dizeres como “sempre fui desse jeito”.
Há, portanto, uma perda de autocrítica quanto à do-ença, o que, somado ao baixo in-teresse em várias áreas da vida, pode levar ao isolamento ou a uma vida limitada, com poucos relacionamentos sociais, inclu-sive dificuldades profissionais e familiares. Normalmente não há um período mais agudo da doença, com os sintomas sendo mantidos de uma forma estável durante anos, porém é comum ocorrer à depressão propria-mente dita em uma pessoa previamente com distimia, o que costuma ser chamado de depressão dupla. Em outros casos, pode ocorrer inicialmente um episódio depressivo, em que não ocorre remissão total dos sintomas, e que o quadro clínico caracteriza um episódio distímico.
Como se desenvolve?
A distimia freqüentemente começa cedo na vida, na in-fância, adolescência ou início da idade adulta, por isso facilmente confundindo-se com o jeito de ser da pessoa. Em crianças, muitas vezes expressa-se por irritabilidade e mau humor, ou então pode parecer “boazinha” demais, sendo uma criança que brinca e permanece quieta a maior parte do tempo, que não faz bagunça e não raro, diz-se que esse é o “jeitinho” dela. Em adolescentes pode associar-se principalmente à rebeldia e irritabilidade, mas isolamento e abuso de drogas podem ocorrer.
Como se trata?
A distimia em geral requer tratamento medicamentoso e psicoterápico. A medicação utilizada geralmente envolve antidepressivos, e nos casos em que há Comorbidade (presença ou associação de duas ou mais doenças no mes-mo paciente) com outras patologias, os tratamentos destas também se fazem necessário. A psicoterapia é fundamental no tratamento desses pacientes, podendo ser cognitivo-comportamental, ou de orientação analítica. Em alguns casos, a terapia familiar pode auxiliar na melhora do paciente e de sua família, uma vez que eles vem há muitos anos com um padrão disfuncional de comportamento e relacionamento entre os membros.
Até a próxima semana com mais um assunto.

POLÍTICA - Ministro concede recurso especial para Gentil se defender no TSE

O TRE/SC, por unanimidade, deu provimento ao recurso contra expedição de diploma interposto pela Coligação Por uma Içara Mais Forte, contra o prefeito Gentil da Luz e o vice José Zanolli.

(Divulgação)

O ministro Arnaldo Ver-siani aceitou o agravo de instrumento apresentado pela defesa do prefeito Gentil da Luz no processo interposto pela Coligação Por uma Içara Mais Forte (PP/PT/PTB/PSDB), em 2009, para cassação do diploma, por uso indevido de meios de comunicação e a-buso de poder econômico.
A decisão foi anunciada na noite desta quinta-feira, dia 26. Com a concessão do agravo, a coligação do PP terá 15 dias para apresentar as contrarrazões.
“Brasília decidiu que o recurso especial do Prefeito Gentil será analisado pe-lo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O TSE vai abrir prazo de 15 dias para que a Coligação Por Uma Içara Mais Forte apresente as contrarrazões”,explica a advogada do prefeito, Ka-therine Schreiner.
Como o ministro pediu que o processo tramite em caso de urgência, advogada acredita que até julho será julgado. “Cabem outros recursos dentro do próprio tribunal em Brasília ou do Supremo Tribunal Federal. Mas, o TSE deve resolver a questão”, comenta a advo-gada de defesa.
Estão entre as argumentações da defesa de Gentil, contidas no agravo de instrumento, para que a Corte repense o julgamento: o fato de que a cassação do mandato se deu sem que todos os membros do TRE/SC vo-tassem e sem a convocação de membro substituto para completar o quorum; o acusado não ter tido oportunidade de se defender oralmente, após a alteração da composição originária da Corte Regional; a coligação agravada (PP/PT/PTB/PSDB) não funcionar como um único partido (PP), o que implica a ilegitimidade ativa da coligação para pro-por a ação; o recurso contra expedição de diploma não ser instruído com prova pré-constituída válida, ou seja, para que houvesse condenação, seriam necessárias provas robustas de caixa dois, o que não ocorreu na espécie; entre outras.
A esse respeito, a Procuradoria-Geral Eleitoral assim se pronunciou: “É certo que as irregularidades na prestação de contas ou a existência de evidência que denotem a utilização de va-lores não contabilizados são indícios importantes para que se possa averiguar a existência de abuso do po-der econômico. Mas, a cassação do diploma, sob o fundamento desse ilícito eleitoral exige prova robusta e inconteste dos fatos ca-racterizadores do ilícito, bem como a demonstração inequívoca da existência da potencialidade da conduta apta a influir no resultado do pleito. Em face disso, tenho que o recurso especial está a merecer melhor exame. Pelo exposto, dou provimento ao agravo de instrumento”.
A decisão do TRE/SC, de cassar o mandato de Gentil Dory da Luz e José Zanolli, aconteceu em 2009. Porém, a defesa apresentou as argumentações no agravo de instrumento, e o processo foi levado para Brasília (DF). Agora, após ganho o agravo, a determinação é para que o TSE conduza o julgamento.

COLUNISTA - Maso Nyetto,


“Acho que o atendimento está falho, vou fiscalizar para que os funcionários cumpram o horário. Vou ficar na Câmara todos os dias das 13h às 19h e reduzir a carga horária na Cooperaliança”. Darlan Bi-tencourt Carpes (PP), presidente da Câmara, que todas as tardes está no Legislativo.

Fabiano Possamai Manarim
presidente da Associação de Moradores do Bairro Primeiro de Maio, depois de muita insistência, conseguiu se reunir com o Prefeito Gentil da Luz, nesta quinta-feira. A imprensa não pode participar do encontro.
Ficou determinado que na terça-feira haverá uma reunião entre o Poder Público, representantes da entidade e o dono de um terreno (na prefeitura já está como rua) que dá acesso a uma rua entre o Centro Comunitário e a Escola Municipal Angelo Zanelatto.
Vai ser proposto indenizar ou compensar com outra área no Loteamento Valvassori. “Em uma reunião com a associação o dono do terreno se comprometeu em doar a metade do lote e a outra parte venderia com preço baixo, Agora ele não quer mais fazer negócio, é tudo ou nada. Ele quer R$ 80 mil por cada lote. Outra coisa, a pavimentação da Rua Altamiro Guimarães será pavimentada em setembro, pois a prefeitura deve abrir licitação no mês de junho. Vamos aguardar”, disse.

Deputados
ficah suja querem criar cadastro ficha limpa para os brasileiros que pagam as contas em dia, com o objetivo de inibir os maus pagadores. Que moral que eles tem para isso?

Rita Vieira
secretária de Assistência Social, Habitação, Trabalho e Renda do Município de Içara, participou em Piratuba (SC), do III Seminário Estadual de Assistência Social.

Além de deixar as ruas uma m.
a Setep voltou a quebrar as calçadasporque esqueceram de fazer uma caixa de concreto em cada ligação de residência. Segundo o pedreiro da Setep as ligações não vão ter acabamento. Imagine, quanta reclamação vai ter. Eu sou um que quero a minha calçada como era antes. Chega de cagada. Agora tem que ver que deixou o furo e quem vai arcar com o prejuízo. Se é a Setep ou o Samae.

GERAL - Içarense perde parte da mão em acidente de trabalho

Morador do bairro Jaqueline, em Içara, que trabalha na empresa Coposul, instalada no mesmo local, sofreu um acidente de trabalho no sábado, dia 21; a empresa já prometeu ajudar.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

Há 11 anos trabalhando como operador de extruso-ra na empresa Coposul, localizada no bairro Jaque-line, em Içara, Fábio Júnior Custódio, 32 anos, passou por um momento difícil no sábado passado, dia 21, próximo ao horário de saída do trabalho, ao meio dia.
De acordo com o pai, Ce-demir Custódio, Fábio estava limpando uma das máquinas quando um colega de trabalho, sem perceber que ele estava lá, acionou um botão ligando as extru-soras, fazendo com que a máquina puxasse a mão do rapaz de forma que parte dela foi amputada, restando apenas o dedo polegar.
Apavorados com a situação, os funcionários envolveram roupas ao redor do fe-rimento, a fim de estancar o sangue, e o levaram ao Hospital São José, em Criciúma.
A preocupação de Fábio e da família, além do feri-mento na mão, é a situação financeira, pois, segundo Custódio, o filho tem direito a alguns vencimentos atrasados e antecipação de pagamentos, para ajudar no tratamento e despesas.
De acordo com o responsável pelo RH da Coposul, Marcos Eliel de Morais, a empresa está fazendo todo o possível para ajudar. “Temos convênio com um médico que presta serviço no Hospital São José e pedimos para ele dar suporte enquanto o funcionário estiver lá. Além disso, estamos acertando para pagar alguns di-reitos que ele já tem, como férias, entre outros. Valores também serão antecipados, a fim de facilitar neste momento”, explicou Morais.
Responsáveis e funcionários da empresa também estão em contato com a família para conferir as necessidades. “É uma família que trabalha há bastante tempo conosco, tanto o Fábio, co-mo a irmã. Hoje mesmo estaremos junto com o advogado da empresa para tratar deste assunto”, prometeu o encarregado do Setor Pessoal, nesta sexta-feira.
De acordo com o médico cirurgião de mão, Fabian Pe-ruchi, que está atendendo o caso, Fábio sofreu uma lesão traumática dilacerante muti-lante na mão direita e não há previsão para receber alta. “Quando ele chegou ao hospital, foi atendido pelo ortopedista que estava de plantão. Porém, como a lesão foi muito grave, julgaram melhor transferí-lo para um cirurgião de mão”, relatou. O médico explicou que o paciente deve passar por algumas cirurgias ainda, a fim de reconstituir a pele na região do ferimento. “Queremos preservar o que ele tem, que é o polegar e parte da mão. Por isso,vamos esperar o ferimento evoluir pa-ra saber quantas cirurgias ainda serão necessárias e se não haverá nenhuma outra complicação. Pelo que vi vai demorar para ficar bom. Então, não dá para dizer quanto tempo mais ele ficará internado”, informou Peruchi.

POLÍCIA - Idoso perde controle de carro e capota na SC-444 em Içara

Um motorista de 61 anos acabou perdendo o controle do carro e capotou na SC-444 em Içara próximo a localidade de Vila Nova em Içara, apesar do acidente ele apenas sofreu arranhões.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

A semana foi bem movimentada para a Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRv) de Içara, que atendeu diversos acidentes.
Na noite de quinta-feira, J.C.S., 61 conduzia o Astra, placas MDX-8808, de Içara, quando não percebeu a mureta de proteção que está sendo construída em cima do viaduto da BR-101, perdeu o controle do carro, capotando na Rodovia Paulino Búrigo (SC-444), na localidade de Vila Nova.
O idoso, que sofreu feri-mentos nas mãos e na face, foi encaminhado ao Hospital São Donato.
Na quarta-feira, o motorista R.B.E., 32 anos, colidiu so carro enquanto passava pelo redutor de velocidade, no Km 14,75 da SC-444, nno bairro Sanga Funda, em Içara.
No Palio vermelho placas MAZ-8886, também de Içara, haviam dois caronei-ros: C.S., 46, e P.C.S., 21., que apresentavam escoriações leves e foram encaminhados ao Hospital São Donato, em Içara.
Algumas horas depois, também na SC-444, J.A.M. 24, acabou caindo da motocicleta no bairro Presidente Vargas. A caroneira K.S.S., 20 anos teve escoriações e foi encaminhada ao São Donato.
No final da tarde de quarta-feira, ocorreram mais dois acidentes na SC-444, também no Presidente Var-gas. O engavetamento envolvendo três veículos e uma colisão traseira entre um carro e uma moto levou um ferido ao Hospital São Donato. Os carros que se envolveram no acidente foram Corolla placas MJK-0009, de Criciúma, o Gol placas MIZ-8990, de Içara, e o outro Gol placas BIN-7437, também de Içara.
Na sexta-feira de madrugada, Diorge Nandi Vieira, 27, morreu ao perder o controle do Voyage placas MDQ-0110, de Ja-guaruna, que capotou na BR-101.

VARIEDADES - AIPA-Amigo Bicho realiza feira para doação de animais em Içara

Cachorros e gatos encontrados nas ruas de Içara, ou que sofreram maus tratos pelos antigos donos, foram tratados e estarão para doação na Praça Matriz São Donato na manhã de hoje.

(Arquivo/Jornal Içarense)

A Associação Içarense de Proteção Animal Amigo Bicho (AIPA-Amigo Bicho) realiza neste sábado, dia 28, a primeira feira pa-ra doação de animais, que acontece das 9h ao meio dia, na Praça da Matriz São Donato, em Içara.
Estarão disponíveis para adoção de 25 a 35 animais, entre cachorros e gatos, de-vidamente vermifugados, ou seja, tendo tomado remédio para vermes, e alguns foram castrados.
Para adotar é necessário apresentar CPF, RG e comprovante de residência.
“Estamos pedindo estes documentos para que possamos fazer o controle de quem está adotando os ani-mais e, depois, conferir se eles estão sendo bem tratados”, explicou o secretário da AIPA-Amigo Bicho, Max Amaral.
Também é necessário que as crianças que desejam adotar um bichinho es-tejam acompanhadas de um responsável mais velho, pois os animais só serão entregues na presença de um maior de 18 anos.
A associação pede a contribuição da comunidade com ração e dinheiro.
“Estamos aceitando doações em dinheiro e ração. Mas, a ração é o que esta-mos pedindo mais no momento”, enfatiza Amaral.
A AIPA-Amigo Bicho foi fundada no início deste a-no e é formada por içaren-ses preocupados com os animais abandonados na cidade.

ESPORTE - Criciúma já está definido para o jogo deste sábado

O Tigre fez os últimos treinamentos na manhã desta sexta-feira e o técnico Edson Gaúcho confirmou a equipe que enfrenta o Duque de Caxias, no São Januário, pela segunda rodada.

(Divulgação)

Com Pedro Camona co-mo novidade, o Criciúma está definido para o confronto pelo Brasileiro da Série B neste sábado,diante do Duque de Caxias, no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.
A formação foi confirmada pelo técnico Edson Gaúcho desde o treino de terça-feira, embora ele ainda tenha realizado um treinamento tátíco na manhã de ontem no Majestoso.
A equipe que enfrenta o Duque de Caxias pela segunda rodada do brasileiro da Série B terá a seguinte formação: Andrey; Fábio Santana, Rogélio, Toninho e Marinho Donizete; Carli-nhos Santos, Pirão, Diogo Oliveira e Pedro Carmona; Roni e Schwen-ck.
Às 13h desta sexta-feira a delegação tricolor deixou Criciúma com destino a Porto Alegre, e da capital gaúcha, de avião, seguiu para o Rio de Janeiro.
Meia Breitner, que no Campeonato Catarinense atuou pelo Figueirense, já está em Criciúma. Ele foi oficialmente anunciado nesta quinta-feira.
E por falar em meia, o Criciúma anunciou mais um atleta. Vai trazer para o Heriberto Hülse o meia Dudu. Jogador natural do Paraná e totalmente desconhecido estava atuando no Nacional de Muriaé, que disputa a segunda divisão do campeonato de Minas Gerais. Dudu é uma indicação do empresário An-derson Nasralla, que possui bom trânsito no Cruzeiro e está iniciando uma relação de negócios com o Criciúma. O Tigre terá direito a 30% dos direitos federativos do meia, que vem para somar no clube.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

CAPA: Edição2.115 - Içara, 27 de maio de 2020

Advogados de Içara discutem terceira vara
(Bruna Borges/Jornal Içarense)


Três homens abandonam Celta e fogem da PM
(Bruna Borges/Jornal Içarense)


China contra Gentil e Zanolli
(Mosa Nyetto/Jornal Içarense)

EDITORIAL - Gentil e Zanolli encaram China

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AI-ME), que a coligação “Por Uma Içara Mais Forte” (PP/PT/PTB/PSDB) mo-veu contra o prefeito Gentil Dory da Luz (PMDB) e o vice José Zanolli (DEM), em 2009, está tramitando na Comarca de Içara. A próxima audiência acontece terça-feira, dia 31, às 18h-20min, segundo determinado pelo juiz Sérgio Rena-to Domingos e publicado no Diário da Justiça Eleito-ral, dia 23.
Neste dia, o ex-secretário de Gentil, Adair Benjamim de Souza, o China, tem a res-ponsabilidade de cas-sar ou absolver o prefeito e o vice. Tudo vai depender do depoimento dele.

CHARGE

POLÍTICA - Juiz eleitoral convoca audiência dia 31 para processo de Gentil

Após adiada a audiência do dia 10 de maio, devido a problemas de saúde de duas testemunhas, o juiz eleitoral da Comarca de Içara convocou-as novamente para prestar depoimento, no dia 31.

(Arquivo/Jornal Içarense)

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME), que a coligação “Por Uma Içara Mais Forte” (PP/PT/PTB/PSDB) moveu contra o prefeito Gentil Dory da Luz (PMDB) e o vice José Zanol-li (DEM), em 2009, está tramitando na Comar-ca de Içara. A próxima au-diência acontece terça-fei-ra, dia 31, às 18h20min, se-gundo determinado pelo juiz Sérgio Renato Domin-gos e pu-blicado no Diário da Justiça Eleitoral, dia 23.
Uma audiência havia si-do convocada no último dia 10, sendo que testemu-nhas compareceram no Fó-rum de Içara. Porém, a mes-ma acabou sendo cancela-da devido à ausência de dois depoentes, que apre-sentaram atestado médico: Gilmar Celoy Custódio, contador da campanha ele-itoral e responsável pela e-laboração da prestação de contas do comitê financei-ro e do candidato; e Deo-baldo Pacheco, o Bado, co-ordenador da campanha.
Após averiguar as condi-ções de saúde das duas tes-temunhas, o juiz consta-tou que Custódio continua exercendo normalmente as atividades laborativas, es-tando, portanto, apto para comparecer na audiência. O juiz dispensou, ainda, a realização de exame médi-co-pericial que havia soli-citado, por julgar desneces-sária, ante a desconsidera-ção do atestado médico a-presentado por Custódio, conferindo afastamento de suas funções pelo prazo de 90 dias.
Quanto a Bado, o juiz soube de familiares que ele teria uma pausa no trata-mento de saúde na próxi-ma semana, podendo com-parecer em Juízo no dia 31.
O juiz determinou ainda a expedição de um man-dado de condução, para as-segurar que as testemu-nhas compareçam à audi-ência, incumbindo a Polí-cia Federal de tomar as de-vidas providências para isso. A polícia também vai receber cópias dos docu-mentos apresentados, a fim de instaurar inquérito poli-cial para eventual delito de falsidade.
Os advogados de defesa não atenderam às tentati-vas de contato telefônico feitas pela reportagem do Jornal Içarense.

GERAL - Advogados de Içara unidos em prol de mais uma vara no Fórum

Sobrecarregadas de processos, a 1ª e a 2ª vara da Comarca de Içara necessitam de auxílio; uma terceira vara foi a proposta da OAB-Subseção de Criciúma apresentada na reunião de ontem.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

O Fórum da Comarca de Içara possui, atualmente, a 1ª e a 2ª vara, ou seja, compete a dois juízes julgar processos em diferentes á-reas, como Cível, Infância e Juventude, Cidadania, Meio Ambiente, Penal, Mo-ralidade Administrativa, entre outras ações.
Porém, de acordo com a diretoria da Ordem dos A-dvogados do Brasil (OAB), subseção de Criciúma; advogados e servidores do Fórum, as duas varas existentes não têm sido suficientes para atender o volume de processos que passam pela Comarca içaren-se todos os dias.
Por isso, os advogados do município estão engaja-dos na criação de uma 3ª vara, a fim de “aliviar” o fluxo de trabalho das varas existentes, sendo que a 1ª tem tramitando, atualmente, 6.698 processos, e a 2ª, 6.061. Mas, o número ainda cresce levando em conta os processos arquivados no Fórum.
Em reunião, no auditório da Co-operaliança, na noite desta quinta-feira, dia 26, advogados de Içara e servidores do Fó-rum, convocados pelo presidente da OAB-Subseção Criciúma, Robinson Conti Kraemer, discutiram a implantação da nova vara na Comarca. “A situação do judiciário catarinense está caótica, principalmente no Sul do Estado. Estamos ficando sem varas”, alertou Kraemer.
Segundo o presidente, para Içara falta apenas vontade do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. “Em Içara, estamos com a faca e o queijo na mão. Tu-do conspira para a implantação da 3ª vara. O Fórum já possui espaço físico e a-té alguns móveis para isso”, explicou Kraemer.
Quanto aos servidores para lotação na nova vara, ele explica que existe um concurso público em aberto, com o prazo de vencimento distante.
De acordo com o presidente, é necessária a intervenção de lideranças políticas e entidades para que o Tribunal de Justiça dê a-tenção ao pedido. “A ideia é convidar autoridades pa-ra irem junto conosco fazer pressão no tribunal”, ressaltou Kraemer.
Para a reunião, foram convidados vereadores, prefeito e vice-prefeito, que não compareceram. Porém, Kraemer não atribuiu a au-sência deles à falta de interesse. “Os convites foram enviados ‘em cima da ho-ra’. Acredito que por isso eles não vieram, assim co-mo os juízes da Comarca de Içara”, observou o presidente da OAB-Subse-ção de Criciúma.
O grupo definiu que será agendada uma audiência com o presidente do Tribunal de Justiça, provavelmente no início de julho. Até lá, os advogados vão entrar em contato com prefeito, vereadores e deputados para formarem uma ca-ravana, a fim de solicitar a implantação da 3ª vara, que pode ser criada para a-tuação em uma área específica como, por exemplo, crime, ou trabalhar em cima de processos de diferentes áreas. O critério será definido pelo próprio tribunal.

POLÍCIA - PM prende três suspeitos após flagrante de roubo

As Polícias Militar e Civil de Içara tiveram uma noite movimentada, pois foram chamadas para atender a um flagrante de roubo em um bairro de Içara, onde foram presos três pessoas.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

As Polícias Militar e Civil de Içara tiveram muito serviço na noite de quarta-feira, quando três pessoas foram presos em flagrante pelo crime de roubo.
Eles foram presos em flagrante enquanto assaltavam uma residência na Rua Ipanema, em Içara. O fato que ocorreu, por volta das 22h50min. M.O, 40 a-nos, relatou que foi chamado pelo vizinho, G.C, 21, para verificar a casa de sua filha, pois a residência estava sendo furtada.
Chegando ao local, M.O encontrou três homens, G.R.V, 19 anos; G.D.R.V, 22 anos e J. R.V, 19 anos, saindo da residência com um aparelho de som e uma chapinha de cabelos. Os ladrões acabaram detidos por ele e pelos vizinhos que chegaram em apoio.
A polícia conduziu a vítima e os rapazes até Delegacia de Polícia de Içara onde foi lavrado o Auto de Prisão em Flagrante, para os três meliantes.
Na noite de quarta-feira a PM de Içara, com a ajuda da comunidade, evitou um possível assalto no Bairro Espla-nada, em Içara. Um homem ligou para Central de Emergência, informando que havia visto dois homens e du-as mulheres no Celta, placas MCM-1783, estacionado ao lado de uma lanchonete. Segundo o denunciante, os homens mostravam para as mulheres um revolver inoxidável.
Após o relato, a viatura do Pelotão de Patrulha-mento Tático (PPT) chegou no local e os homens acabaram fugindo, por um ma-tagal. Os policiais também encontraram uma motocicleta Honda CG 125, placa MBX-3526, a qual estava com registro de furto.
Acredita-se que os agentes estavam arquitetando algum assalto a estabelecimento comercial no bairro.
O carro foi levado ao pátio da Delegacia de Polícia Civil de Içara.

VARIEDADES - Oficina de violoncelo do projeto Ponto de Cultura em nova fase

O projeto Ponto de Cultura, da Rádio Cidadania 104.9 FM de Içara, visa oferecer oficinas de rádio, para jovens, música, para crianças; informática e técnica vocal, para adolescentes.

(Divulgação)

A oficina de violoncelo do Projeto Ponto de Cultura, da Rádio Cidadania 104.9 FM, está em nova fase, atendendo agora crianças do Loteamento Antônio Lima, em Içara.
Com dois alunos do próprio bairro, a oficina acontece todas as quintas-feiras, das 10h às 11h.
“Estamos fazendo uma parceria com lideranças comunitárias do bairro, onde o projeto disponibili-za dois violoncelos e um professor”, conta o diretor geral da rádio comunitária, Cláudio Serafim.
Além da oficina de vio-loncelo, estão em andamento, também, as oficinas de violão, com vinte alunos do PETI do bairro Jaqueli-ne, e oficina de rádio, que acontece na própria sede da emissora, para adolescentes. Estará sendo dispo-nibilizada, em breve, oficina de violino, com seis instrumentos, atendendo crianças do bairro Jussara.
Localizada na Avenida Dílcio Esmael da Silva, em Içara, a rádio comunitária visa oferecer, com o projeto, oficinas de rádio, para jovens de 16 a 18 anos; mú-sica, para crianças de 7 a 12 anos; informática e técnica vocal, também para a-dolescentes.
De acordo com o diretor, o trabalho é realizado através de convênio com o governo estadual e federal, a fim de proporcionar atividades culturais e de ensino a crianças e adolescentes excluídos socialmente.

ESPORTE - Edson Gaúcho escala equipe que enfrenta Duque de Caxias

O técnico do Criciúma não fez mistérios e , depois do treinamento desta quinta-feira, escalou a equipe que vai enfrentar o time carioca, neste sábado, no Estádio São Januário, no Rio de Janeiro.

(João Pedro Alves/Divulgação)

O técnico Édson Gaúcho repetiu, nesta quarta-feira, a formação empregada nos treinos anteriores dando u-ma prévia do time do Crici-úma que enfrentará o Du-que de Caxias, neste sába-do, no Estádio São Januá-rio, no Rio de Janeiro.
A principal novidade é a confirmação da titulari-dade do meia Pedro Car-mona, que esteve bem no empate em 2 a 2, com Gua-rani-SP, na estreia do Bra-sileiro da Série B.
O Tigre deve jogar com Andrey; Fábio Santana, Rogélio, Toninho e Mari-nho Donizete; Carlinhos Santos, Pirão, Diogo Oli-veira e Pedro Carmona; Ro-ni e Schwenck.
O meia esquerda Dudu, natural do Pará, é o mais novo contratado do Criciú-ma. O jogador, que dispu-tou a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro pelo Nacional de Muriaé, se apresentou nesta tarde no Heriberto Hülse.
“Dudu é uma indicação do empresário Anderson Nasralla, que possui bom trânsito no Cruzeiro e está iniciando uma relação de negócios com o Criciúma”, revelou o diretor de futebol Rubens Angelotti.
O Tigre terá direito a 30% dos direitos federativos do meia. A chegada dele cau-sou surpresa nesta tarde no Majestoso. Ele é o nono meia do elenco tricolor.
Roni, que tem apenas 19 anos, vive o melhor mo-mento da carreira no fute-bol. No sábado, diante do Duque de Caxias, o craque do último Campeonato Ca-tarinense completará 60 jo-gos com a camisa do Cri-ciúma. O retrospecto é po-sitivo com 29 vitórias, 17 empates e 18 derrotas com 15 gols marcados. A estreia de Roni no Tigre foi em 12 de julho de 2009 pela Série C do Brasileiro na vitória de 3 a 2 sobre o Brasil de Pelotas (RS).

quinta-feira, 26 de maio de 2011

CAPA: Edição2.114 - Içara, 26 de maio de 2020

Vencedora do concurso fala sobre o Hino
(Bruna Borges/Jornal Içarense)


Içarenses participam do Dia Mundial do Desafio
(Alex Cichella/Jornal Içarense)


Lançada campanha em favor do HSD
(Bruno Borges/Jorna Içarense)

EDITORIAL - Mais uma campanha em favor do HSD

A partir da próxima sexta-feira, dia 27, os içarenses começam a receber em ca-sa, junto com a fatura de energia elétrica, o folder da campanha ‘Luz que vem do coração’, iniciativa do Hospital São Donato, Administração Municipal e Cooperaliança.
A campanha tem como meta arrecadar R$ 50 mil por mês para ajudar o Hospital São Donato, que passa por problemas financeiros e precisa concluir reformas e construções. Mas, para que a comunidade participe é importante que a direção do hospital faça um ba-lanço mensal onde está a-plicando os donativos.

CHARGE

POLÍTICA - Vereadores aprovam lei anti caça-níqueis após pedido do MP

O Ministério Público de Içara, a fim de combater a prática de jogos de azar, entrou em contato com a Câmara Municipal de Içara pedindo um projeto de lei para proibir caça-níqueis.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

O Projeto de Lei 024/2011, com substitutivo nº 001/11, que proíbe a exploração das chamadas “máquinas caça-níqueis” em estabelecimentos em Içara, e inclui também a proibição de venda de bebida al-coólica para crianças e a-dolescentes, foi aprovado em votação final, na sessão da Câmara Municipal de Içara, na última quinta-feira, dia 19.
Ainda em 2009, o promotor de Justiça da 2ª Promotoria da Comarca de Içara, Henrique da Rosa Ziese-mer, esteve na Câmara a fim de solicitar aos vereadores a elaboração de um projeto de lei, com o objetivo de alterar a legislação municipal, punindo, na forma da lei, com a perda do alvará municipal de funcionamento, os estabelecimentos comerciais que fossem flagrados ou, de qualquer forma, envolvidos na prática de jogos de azar. A ideia, sugerida pe-lo promotor de Justiça da 1ª Promotoria, Márcio Rio Branco Nabuco de Gou-vêa, teve o objeto ampliado, para que a punição também atingisse os estabelecimentos que vendem bebida alcoólica para crianças e adolescentes.
O Ministério Público de Içara considerava as punições criminais muito brandas, não alcançando resultado na prática.
“Os índices de reincidência eram altíssimos, devido à sensação de impunidade generalizada”, justificou o MP.
Com a alteração legis-lativa pode-se retirar o al-vará de funcionamento do infrator. As tratativas com o Legislativo Municipal duraram quase dois anos, com envio de ofícios pelo Ministério Público à Câmara, comparecimento pessoal na sessão legislativa, até que a Casa aprovou o projeto na última quinta-feira, que tem como justificativa: [...] O substitutivo ora proposto tem por objetivo ajustar o texto do projeto ao que foi sugerido pelos Membros do Ministério Público desta Comarca, através do ofício nº 99/2011/2ª PJ-I, como medidas legais para punir a exploração dos “caça-níque-is” e venda de bebidas alcoólicas e substâncias proibidas a crianças e adolescente [...].
O projeto de lei ainda precisa da sanção do Prefeito de Içara, Gentil Dory da Luz para tornar-se lei e passar a valer.

GERAL - Campanha é lançada com meta de R$ 50 mil mensais para HSD

A campanha ‘Luz que vem do coração’ visa estimular os içarenses a contribuir uma quantia em dinheiro por mês, através da conta de luz, para ajudar o Hospital São Donato (HSD).

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

A partir da próxima sexta-feira, dia 27, os içarenses começam a receber em ca-sa, junto com a fatura de energia elétrica, o folder da campanha ‘Luz que vem do coração’, iniciativa do Hospital São Donato, Administração Municipal e Cooperaliança.
A campanha, lançada nesta quarta-feira, dia 25, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Içara, tem como meta a arrecadação de R$ 50 mil por mês para ajudar o Hospital São Donato, que passa por problemas financeiros e precisa concluir reformas e construções no prédio.
De acordo com o publicitário Erasmo Balbinot, a campanha será feita por e-tapas. “No próximo mês, vamos fazer um balanço da quantidade de pessoas que aderiram e os valores arrecadados, para conferir se serão necessárias mais a-ções”, explicou.
Reuniram-se no auditório da CDL, para o lançamento, lideranças políticas e representantes de entidades. Fizeram parte da mesa de autoridades: presidente do HSD, Acirton Costa; prefeito de Içara, Gentil da Luz; presidente da CDL, José Dionísio Cardoso; presidente da Cooperaliança, Pedro Deonísio Gabriel; vi-ce-prefeito, José Zanolli; e presidente da Câmara de Vereadores, Darlan Biten-court Carpes.
O presidente do hospital começou discursando sobre os problemas financeiros pelos quais a entidade está passando e já passou.
Costa informou que a instituição já teve R$ 7 milhões em dívida e que, após a restituição da filantropia, a soma diminuiu para R$ 3,5 milhões, sendo que atualmente é pago R$ 25 mil por mês. “Já fizemos uma campanha deste tipo há um tempo, que chegou a ar-recadar R$ 16 mil por mês. Porém, não teve sequência, as contribuições diminuíram, e hoje estamos com cerca de R$ 6 mil, que mal dá para pagar a conta de energia”, ressaltou.
Para o presidente da Co-operaliança, a situação em que se encontra o HSD se deve à falta de organização da própria sociedade iça-rense. “Se todos se envolvessem na campanha, nós teríamos o melhor hospital do mundo”, advertiu.
O prefeito Gentil da Luz ressaltou que a atual Administração Municipal já repassou R$ 1,6 milhão para o HSD, mas que o hospital ainda precisa de mais investimento. “Juntos, nós somos fortes”, enfatizou.
O prefeito foi o primeiro a depositar na urna a ficha de autorização de contribuição. “Vou contribuir com R$ 50 por mês”, disse, assinalando entre as opções que começam a partir de R$2. Depois dele os outros da mesa depositaram as fichas de adesão.

POLÍCIA - Cinco carros se envolvem em dois acidentes na SC-444

PMRv de Içara registrou na madrugada de ontem e no final da tarde quatro acidentes na Rodovia Paulino Burigo (SC-444), que deixou três pessoas feridas, levadas ao Hospital São Donato.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

Parece que terminou os dias de calmaria na Rodovia Paulino Búrigo (SC-444) , em Içara.
Na madrugada desta quarta-feira, R.B.E., 32 a-nos, motorista do Palio placas MAZ-8886, de Içara, colidiu no redutor de velocidade no KM 14,75 da localidade San-ga Funda e deixou três pessoas feridas. .E., com suspeita de fratura no joelho direito; P.C.S., 21, com fortes dores na clavícula esquerda e C.S., 48, com escoriações na face, foram levados pelo Corpo de Bom-beiros ao Hospital São Do-nato, em Içara.
Algumas horas depois, por volta das 5h50mim, também na SC-444, desta vez no Km 16,58, a PMRv atendeu J.A.M., 24, que derrapou na pista molhada e caiu da motocicleta placa LYF-0852, de Criciúma, próximo ao Presidente Var-gas, em Içara. A caroneira K.S.S., 20 anos, sofreu escoriações leves e foi encaminhada ao Hospital São Do-nato. Ele nada sofreu.
Já, no final da tarde, ocorreram mais dois acidentes na SC-444, desta vez no Presidente Vargas. O enga-vetamento envolvendo três veículos e uma colisão traseira entre um carro e uma moto levou um homem ao Hospital São Donato.
Os carros que se envolveram no acidente foram Corolla placas MJK-0009, de Criciúma, o Gol placas MIZ-8990, de Içara, e o outro Gol placas BIN-7437, também de Içara. Nesta colisão houve apenas danos materiais.
No outro acidente, G.P., 33, condutor da motocicleta placa LYL-6151, de Cri-ciúma, colidiu na traseira do Fox placas DJF-3131, de Criciúma. G. foi encaminhado ao Hospital São Do-nato com suspeita de fratura na perna e com arranhões nos braços.
No acesso ao Nossa Senhora de Fátima, C.S.M., 56, foi atropelada pelo motociclista A.W.S.M., 25, e levada ao São Donato com suspeita de traumatismo craniano.

VARIEDADES - Paranaense criadora do hino dos 50 anos fala sobre concurso

Recém-chegada à cidade, a vencedora do concurso para escolha do Hino dos 50 de Içara, Denise Garcia Reis Constantino, teve de pesquisar muito para compor a letra e a música.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

A história de Içara, mar-cada pela construção da Ferrovia Dona Teresa Cris-tina, e a possibilidade de ver a própria composição publicada em um livro so-bre a cidade, motivaram a paranaense Denise Garcia Reis Constantino, de 31 a-nos, a inscrever-se no con-curso para escolha do Hino dos 50 Anos de Içara.
Denise, que mora há quatro meses na cidade, soube do concurso através da filha, Ana Júlia de Aze-vedo Constantino, que fez um trabalho escolar sobre o tema. “Na escola da mi-nha filha foi divulgado o concurso e os alunos fize-ram um trabalho de com-posição da letra e da músi-ca. Achei bastante interes-sante e fui conferir o edi-tal”, conta Denise.
A paranaense, que tra-balha como assistente co-mercial em Criciúma, vem de uma família de músicos e dava aulas de técnica vo-cal no Paraná. “Eu já havia composto algumas músi-cas para a igreja, mas nada registrado em cartório, co-mo foi feito com o hino dos 50 anos”, relata.
Denise diz que, ao pes-quisar sobre o tema do livro ‘Além dos Trilhos do Trem’, achou a história de Içara bonita.
Apesar de muita pesqui-sa sobre a origem e as carac-terísticas do município, a inscrição foi feita “em cima da hora”. “Fiquei despreo-cupada porque pensava que o prazo era para o mês seguinte. Por um acaso pensei em conferir o edital novamente e levei um sus-to, pois estávamos numa segunda-feira e o hino já deveria ser entregue na sexta-feira”, ressalta.
Denise compôs o hino em uma semana. “Na ter-ça-feira escrevi o esboço, quarta-feira fiz as corre-ções, quinta-feira gravei a música no estúdio, regis-trei em cartório na sexta-feira de manhã e à tarde entreguei na Casa da Cul-tura”, descreve a compo-sitora, que contou com o apoio do marido.
O resultado foi esperado com bastante expectativa pela a família. “Recebi um e-mail da organização do concurso na terça-feira, dia 17, informando que havia ganhado. Logo que vi o e-mail, comecei a tremer. Fiquei muito contente, não só pelo prêmio em dinhei-ro, que é muito bom, mas também pelo fato de o hino ficar registrado na história do município. Não é um prêmio que se ganha e de-pois fica esquecido, pelo contrário, vai ser exposto na Câmara Municipal e na prefeitura, além de publi-cado em livro”, enfatiza.
Sobre a aplicação dos R$ 5 mil que vai ganhar, De-nise ainda não sabe.
“Não sabemos ainda o que vai ser comprado com o dinheiro, mas, posso ga-rantir que veio em um mo-mento muito bom, pois acabamos de nos mudar e ainda faltam coisas para nossa casa”, comemora.
Denise explica que está gostando de morar em Iça-ra por ser uma cidade boni-ta e menos violenta que o município onde morava no Paraná. “A qualidade de vida aqui é muito melhor. Além disso, era um sonho nosso vir morar em Santa Catarina. Sempre gosta-mos de passar as férias em cidades do Estado”, diz a jovem, que participa do lançamento público do hino, em sessão solene na Câmara Municipal de Iça-ra, no dia 6 de junho.

ESPORTE - FME realiza atividades e participa do Dia do Desafio

Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara organizou durante todo o dia de ontem do Dia Mundial do Desafio, onde incentivam as pessoas a fazerem 15 minutos de atividades físicas.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

Içara também quer mostrar seu potencial no Dia do Desafio Mundial realizado ontem, dia 25. O evento mundial incentiva a prática regular de atividade física e esportiva para manutenção da saúde.
A Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara também participou do desafio durante o dia.
Diversos pessoas estarão se mobilizando para realizar 15 minutos de atividade física.
O local centralizado pa-ra a atividade foi a Praça da Juventude Fernando Luciano Pacheco, onde a FME disponibilizará um profissional para acompanhar as atividades.
As 15h, a equipe da fundação levou as atividades para a Praça da Juventude e centralizou o projeto esportivo, juntamente com escolas e clube de mães de Içara para promoção da saúde e do bem estar.
Portanto, quanto mais atividades física forem realizadas neste dia e as cidades maiores são as chan-ces de vencer este desafio.
Como atividade física entende-se: caminhada, corrida, passeio de bicicleta, exercícios em empresas, jogos esportivos entre outros.
O participante João Luiz da Silva que juntamente com os colegas, realizaram todas as atividades programadas pelos professores da fundação afirmou ter gostado da ideia, sentindo-se motivado a outras práticas esportivas. “Sempre gostei de esporte, principalmente de jogar futebol, e participar de algo assim com muito mais gente juntos nos motiva a fazer muitas outras atividades fisi-cas”, comentou.
As atividades de Içara foram registradas e a cidade concorre com San Joaquim, da Venezuel.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

CAPA: Edição2.113 - Içara, 25 de maio de 2020

Incêndio em série preocupa moradores do Rincão
(Divulgação)


Greve continua
(Alex Cichella/Jornal Içarense)


Trotes prejudicam serviços da PM e dos Bombeiros
(Arquivo/Jornal Içarense)

EDITORIAL - Sem entendimento sem aula em SC

O que era para ser uma audiência de negociação entre os representantes da Secretaria de Educação do Estado e do Sindicato dos Trabalhadores em Educa-ção de Santa Catarina (Sin-te-SC) tornou-se uma reu-nião apenas para o gover-no comunicar a decisão de que só negocia se acabar com a greve no Estado.
Sem discutir propostas com o Sinte, o governo co-municou que estaria envi-ando uma Medida Provisó-ria para a Assembleia Le-gislativa, implementando o piso salarial nacional de R$ 1.187, mas isso nos moldes do governo. O Sinte não gostou da proposta que foi rejeitada pela categoria em assem-bleia. A greve conti-nua e os alunos acompa-nham de camarote essa dis-puta de “poder”.

CHARGE

POLÍTICA - Lei sobre APA de Santa Cruz e Fundai deve receber emenda

O Projeto de Lei que reduz as atribuições da Fundai e extingue a APA de Santa Cruz não foi promulgado pelo Executivo, retornando ao Legislativo que o promulgou sexta-feira, dia 20.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

O presidente da Câmara Municipal de Içara, Darlan Bitencourt Carpes (PP), promulgou a Lei nº 2.950 de 20 de maio de 2011, reduzindo as atribuições da Fundação Municipal de Içara (Fundai) e extinguindo a Área de Proteção Am-biental (APA) da localidade de Santa Cruz.
Apesar de já estar valendo desde a data da promulgação, na última sexta-feira, a lei polêmica no município deve receber uma e-menda, segundo Carpes.
“A lei já está valendo. Mas, estou analisando com os demais vereadores uma forma de revertê-la, com re-lação às atribuições da Fundai. Desde o início havia avisado aos vereadores Acirton Costa (PMDB) e Itamar da Silva (PP), autores do projeto, sobre o vício de origem existente no projeto de lei. Considero ilegais as mudanças feitas na Fundai, pois elas deveriam ter sido de iniciativa do E-xecutivo, porque influencia em finanças e ordem da autarquia”, explicou o presidente do Legislativo.
Já com relação à extinção da APA de Santa Cruz, Carpes diz considerar legal, sendo esta parte da lei preservada da possível e-menda.
Quando entrou para votação no Legislativo, o projeto de lei que extingue a APA de Santa Cruz trouxe à tona a discussão sobre os impactos ambientais causados pela extração de carvão no município.
Os agricultores e ambien-talistas do Movimento Iça-rense pela Vida (MIV) se mobili-zaram para evitar que o projeto fosse aprovado. Mesmo aprovado, tramita no Ministério Público de Içara uma denúncia feita pelo MIV contra os vereadores favoráveis ao projeto. No dia 20 de abril, o grupo entregou ao promotor de justiça, Henrique da Rosa Ziesemer, uma carta denunciando os vereadores de crime de prevaricação. Para eles, alguns vereadores legislaram a fim de favorecer a empresa mine-radora Rio Deserto, que tem pretensões de extrair carvão na APA.
Outro agravante que pode cancelar a aprovação do projeto de lei, ocorrida no dia 16 de maio, é a apreensão das cédulas de votação, também no mesmo dia, através de uma Força-Tarefa do Ministério Público, Polícia Civil e Militar. A ação foi feita após denúncia de voto marcado na votação do veto da APA.

GERAL - Professores rejeitam proposta do governo e greve continua

Para o Sindicado dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte-SC), o governo acabou com o plano de carreira dos professores ao conceder salário igual para todos.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

O que era para ser uma audiência de negociação entre o secretário de Educa-ção do Estado, Marco Te-baldi, e Sindicato dos Tra-balhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte-SC), nesta segunda-feira, dia 23, tornou-se uma reu-nião apenas para o gover-no comunicar a decisão, segundo a vice-coordena-dora do Sinte-SC, Janete Jane da Silva.
“Não houve audiência. O governo apenas comuni-cou a proposta dele. Disse que estaria enviando uma Medida Provisória para a Assembleia Legislativa, implementando o piso sa-larial nacional de R$ 1.187, mas isso nos moldes do go-verno. Ele não está respei-tando o plano de carreira do magistério. Achatou a carreira salarial, equipa-rando o salário dos profes-sores com ensino médio aos pós-graduados”, rela-tou a vice-coordenadora, informando que, ainda du-rante a reunião, o Sinte-SC rejeitou a proposta.
Para Janete, com a medi-da, o governo está dizendo que os professores não precisam se especializar.
“Para o governo, basta o ensino médio. Os professo-res não precisam mais se especializar, pois vão rece-ber o mesmo salário. Antes nós tínhamos o plano de carreira. Quanto mais es-pecializado o educador, mais ele recebia. Agora o governo destruiu isso, está igual para todo mundo. Por isso, a greve continua”, res-saltou.
Durante visita a Içara nesta segunda-feira, o go-vernador em exercício, Eduardo Pinho Moreira, informou que assinou a Medida Provisória para que o governo pague em Santa Catarina o piso na-cional dos professores, exi-gido por lei. Além disso, disse que só vão negociar com os professores quando voltarem à sala de aula.
“Em um primeiro mo-mento vamos discutir o cumprimento da lei, que é o que fizemos. O Estado decidiu que nenhum pro-fessor, com 40 horas-aula mês, vai receber menos que R$ 1.683. Isto representa ao final do ano um incre-mento do Estado de R$ 198 milhões”, declarou Morei-ra, na presença de lideran-ças políticas da região.
Em nota à imprensa o go-verno informou ainda que o aumento vai ser pago já no mês de maio e que ne-nhum professor das cate-gorias mais altas terá redu-ção de vencimentos.
“Com isso, o Governo de Santa Catarina solicita aos professores em greve que retornem imediatamente às aulas”, finalizou a nota de esclarecimento.

POLÍCIA - Trote causa transtornos a PM e Corpo de Bombeiros de Içara

O número de trotes dentro de Içara ainda é pequeno mas gera grandes transtornos para órgãos de segurança, como Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, que atendem a maioria dos casos.

(Arquivo/Jornal Içarense)

Um dos problemas mais críticos relacionado ao Corpo de Bombeiro e a Polícia Militar de Içara são os trotes. Os órgãos de segurança realizam há muitos anos campanhas que incentivam as pessoas a não cometerem este abuso.
Atualmente, as cidades ainda sofrem muito com esse tipo de caso. A Polícia Militar está realizando uma campanha nacional de combate aos trotes telefônicos. Em Criciúma, o problema está sob controle. É recebido cerca de mil ligações por dia na Central 190. Destas, de 2 a 3% são trotes. Não passam de 30 chamadas.
O fluxo maior de trotes em Criciúma acontece a partir das 17h, e coincide com o final do turno escolar da tarde. Em geral, as crianças aplicam trotes e logo elas são identificadas.
Na cidade de Içara os trotes, os poucos que ainda persistem, são relacionados a Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros.
Na Polícia Militar, é realizado rodízio durante o plantão da Central. O comando explica que é muito fácil saber quando um trote é passado, principalmente pelo tom de voz da pessoa que está do outro lado da linha. “Geralmente as pessoas que passam trote não demonstram desespero ou medo, algo comum em uma vítima, mas os trotes são poucos, devido as chamadas virem direto da central, em Criciú-ma. “Os poucos trotes que recebemos são de pessoas que ligam diretamente pa-ra o número do batalhão”., explica um atendente.
O Corpo de Bombeiros de Içara informa que os casos de trotes são muito parecidos com os da PM, pois a ligações vem da Central de Criciúma. As chamadas falsas, na maioria, são de incêndios
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SA-MU) também é vítima de trotes.
A maioria dos trotes são realizados por crianças.
Trote é crime de falso a-larme e mobilização inútil de funcionário público passível de detenção.

VARIEDADES - Trinta casais de Içara que desejam adotar recebem curso

No Dia Nacional da Adoção, 30 casais participam do curso preparatório para pretendentes à adoção, promovido pelo Fórum de Içara; o curso vai incentivar a adoção de crianças mais velhas.

Em Içara, não há ne-nhuma criança disponível para adoção no momento. Porém, existem pelo menos sete que estão em processo de destituição do poder fa-miliar, ou seja, a família, por falta de condições ou abandono, deixa de ter a responsabilidade sobre a criança.
Já o número de interes-sados em adotar, no muni-cípio, é de 30 casais, alguns deles inscritos para adoção há cerca de quatro anos.
A Assistente Social Fo-rense da Comarca de Içara, Albertina Zanini, explica que a dificuldade destes ca-sais em encontrar um filho adotivo não está no núme-ro de crianças disponíveis, que só em Santa Catarina é de 1.656, mas, sim, no per-fil destas crianças. “Em nosso Estado existem 3.586 pretendentes inscritos pa-ra adoção e 1.656 crianças e/ou adolescentes acolhi-dos esperando por um lar. O problema é que 80% destes pretendentes deseja crianças de até três anos, preferencialmente do sexo feminino e sem irmãos, mas 62% das crianças disponí-veis têm acima de 10 anos. É ai que a conta não fecha”, relata Albertina.
Com o objetivo de incen-tivar a adoção de crianças mais velhas e orientar no processo de adoção, o Fó-rum da comarca de Içara, em parceria com técnicos da Administração Munici-pal, realiza o primeiro cur-so preparatório para pre-tendentes à adoção.
O curso começa nesta quarta-feira, dia 25, às 19h 30min, na sede do Rotary Clube, no bairro Jardim Elizabete, em Içara.
Dividido em quatro mó-dulos, o curso tem 60 vagas para os casais inscritos ou em processo de inscrição para adoção em Içara.
As aulas serão ministra-das entre os dias 8 de ju-nho e 28 de julho e terão a presença de juízes, promo-tores, assistentes sociais, p-sicólogos, representantes da APAE, médicos e famili-ares que já passaram pelo processo de adoção para destacarem os exemplos.
“A escolha deste dia 25 para iniciar o curso tem um significado simbólico. Ho-je, 25 de maio, comemora-se o Dia Nacional da Ado-ção. Os dados a respeito de crianças abrigadas são po-uco exatos. Mas, estima-se que 80 mil crianças e ado-lescentes vivem nos milha-res de abrigos e programas de acolhimento espalha-dos pelo Brasil. Porém, a-penas 4.427 estão legal-mente em condições de se-rem adotadas”, informa a assistente social.
O número nacional de pretendentes à adoção a-tualmente chega a 26.694.
A participação dos pre-tendentes à adoção em pro-gramas e cursos de capa-citação é previsto pela no-va Lei da Adoção nº 12.010, de 2009.

ESPORTE - Campeonato Içarense 2011 já tem tabela definida

Depois de uma reunião entre equipes e a Liga Atlética Içarense (LAI) foi definida a tabela para o municipal de 2011, a primeira roda será disputada em dois domingos diferentes.

(Arquivo/Jornal Içarense)

Faltando menos de um mês para o início do Campeonato Içarense 2011, que já é uma tradição em Içara e região, a abertura está programada para dia 19 de junho. Seis times dividirão campos no Campeonato Içarense 2011. E, por este motivo, as rodadas do Municipal não conseguirão garantir de forma intercalada três partidas em casa e três foras. O Vila Nova, por exemplo, terá confrontos consecutivos no Estádio Beira-Rio da segunda até a quarta rodada. Será o time com a maior sequência de jogos em casa.
No Rincão, o União da Praia e o Praia terão o mesmo espaço para os jogos. O Estádio Diomício Freitas, no Centro, receberá as partidas do Jaqueline e do A-tlético Içarense. Já no Complexo Esportivo João Ramos Roussenq jogarão o Cristo Rei e o União do Sul.

terça-feira, 24 de maio de 2011

CAPA: Edição2.112 - Içara, 24 de maio de 2020

Moreira se reúne com Gentil da Luz e lideranças
(Bruna Borges/Jornal Içarense)


Rodada da Bocha deve definir times classificados
(Arquivo/Jornal Içarense)


Equipe do Proerd participa do Mutirão de Ação
(Maso Nyetto/Jornal Içarense)

EDITORIAL - Gentil sintonizado com vice-governador

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PM-DB), no cargo de governador até a volta de Raimundo Colom-bo (PSD) da Europa, esteve de passagem por Içara nesta terça-feira, dia 23, onde reuniu-se com o prefeito Gentil Dory da Luz (PMDB), o vice-prefeito José Zanolli (DEM), deputados estaduais, federais e vereadores de Içara, no Paço Municipal.
A mobilização de lideranças da localidade foi o fator importante no encontro. Moreira ficou de dar u-ma atenção especial ao pedido. Gentil da Luz deu uma amostra ao governador que está sintonizado com o líder do Sul.

CHARGE