O blog JIdiario agora é portal JInews.com.br, com muito mais interatividade e conteúdo atualizado a todo momento. Acesse e confira.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

CAPA: Edição1.996 - Içara, 26 de novembro de 2010

Conseg quer câmaras de segurança para coibir violência
(Maso Nyetto/Jornal Içarense)


Passeio de Conscientilização
(Alexandra Cavaler/Divulgação)


PP deixa bracha e Gentil entra com recurso em ação
(Divulgação)

EDITORIAL - Segurança é um problema de todos

A cidade quanto mais se desenvolve maior vai ser a violência. E essa realidade começa a fazer parte de Içara com os números cres-centes de roubos, furtos, estupros nos últimos anos.
E a responsabilidade não é somente das Polícias Civil e Militar mas também da comunidade que deve denunciar os malfeitores.
Preocupado com o cres-cente índice de violência no município o Conseg - Conselho de Segurança - vai pleitear junto a Secreta-ria de Segurança Pública de Santa Catarina insta-lações de câmaras de segu-rança em pontos estratégi-cos do município. Para isso precisa do apoio da classe política, empresarial e so-cial de Içara.

CHARGE

De bem com a VIDA com Jairo MARTINS


O real e o imaginário

Há quem durma e se -acorde no mundo imagi-nário. O mundo dos so-nhos, das suposições do talvez. Onde se imaginam situações e se vivem de intenções. Este mundo de prosas e versos, de poetas de idealizadores é berço de uma realização duvi-dosa. Sonhos serão eter-nos a medida em que saí-rem da mente e se depo-sitarem em calejadas mãos.
Sonhar é preciso, po-rém sair do caminho irreal é ne-cessário. Há quem se de-leite nas ave-nidas de ho-rizontes des-conhecidos, aparentemente sólidos, po-rém incertos.
No mundo da realidade o sonho é um projeto. É uma ação. É um caminho de projeções, onde o alvo é o caminho e a estrada é a vontade. Neste mundo moram vencedores.
Pessoas que erram, que caem, que fazem da cons-ciência de luta a certeza da conquista. Vivamos o mundo real. Tenhamos coragem de dar forma a nossa imaginação.
Trilhar um caminho de passos coerentes. Faça-mos do agir um legado as gerações posteriores. O sonho, mesmo perto no pensamento e distante no alcance, nunca deixará de ser um desafio aos nossos potenciais. Deixemos de lado os argumentos do ne-gativismo que nos impe-dem de chegar lá.
O universo das possibili-dades é o ali-cerce dos po-derosos.
Se quere-mos deixar rastros, que andemos. So-mente valori-zam a cama larga e o co-bertor grande quem já pas-sou pela ca-ma estreita e o cobertor pe-queno. O sucesso, na hora da decisão depende do ní-vel da lição gravada den-tro de nós.
Saibamos viver, sonhar e reter o senso do propó-sito para a conquista do que é real.

POLÍTICA - TRE/SC permite que PMDB assista processo contra GentilTRE/SC permite que PMDB assista processo contra Gentil

Segundo o advogado do PP, Gabriel de Souza, o partido “deu um tiro no pé” ao abrir brecha para que o PMDB entrasse com recurso e participasse do processo, retardando o julgamento.

(Arquivo/Jornal Içarense)

O Tribunal Regional Ele-itoral de Santa Catarina (TRE/SC), decidiu, por u-nanimidade, na sessão ple-nária de segunda-feira, dia 22, que o PMDB de Içara pode, a partir de agora, assistir ao processo de Impu-gnação de Mandato Eletivo n. 46/2009 contra o prefeito Gentil Dory da Luz (PM-DB) e o vice José Zanolli (DEM), que tramita perante o Juízo da 79ª Zona Eleitoral, de Içara.
Isto significa que advogados do partido poderão participar das audiências que estão por vir.
O advogado da sigla, Joel Antônio Casagrande, entrou com um pedido de assistência ao juiz da Co-marca de Içara, em setembro, para que o PMDB pudesse assistir às audiências, pois o processo atinge não só ao prefeito, mas também ao partido.
Na época, o juiz de Içara não aceitou o pedido. Então, Casagrande entrou com recurso no TRE/SC.
“O recorrente alega ser e-vidente o interesse jurídico da agremiação, pois e-ventual resultado negativo para o prefeito Gentil da Luz, refletiria no próprio partido”, explica o despacho feito pela relatora, juí-za Cláudia Lambert de Faria, no dia 23 de setembro.
“O processo está parado no momento. A previsão é que comece a ser mexido no ano que vem. Até o final do ano, dificilmente o TRE irá ouvir o caso, por causa das contas dos partidos que estão em julgamento”, esclarece Casagrande.
De acordo com o advogado, o fato de o processo ser julgado apenas no próximo ano causa mais tran-quilidade à sigla, pois, ca-so o prefeito seja condenado, após dois anos de mandato a eleição é indireta, ou seja, só os vereadores escolhem o novo chefe do Executivo. Se fosse julgado este ano, toda a população iria às urnas votar.
Segundo o advogado do PP, Gabriel Schonfelder de Souza, responsável pelo processo movido contra o prefeito, a Executiva do PP “deu um tiro no próprio pé”, pois foi através de um pedido feito pelo partido, de colocar um assistente nos autos, que o PMDB te-ve a ideia de também entrar com recurso para participar do processo.
“Foi o PP que entrou primeiro com recurso para incluir um assistente no processo, o que, para mim, não era necessário. Mas, tanto o presidente do partido (Arnaldo Lodetti Júnior), como toda a Executiva insistiu em fazer isso. O recurso foi negado, assim como o recurso feito pelo PMDB posteriormente”, ressalta Souza.
Porém, segundo o advogado, a diferença entre os dois partido foi que o PM-DB insistiu no pedido de assistência e recorreu novamente. Enquanto que o PP “dormiu no ponto” e perdeu o prazo.
“A determinação do TRE/SC, de autorizar o PMDB a participar dos autos, inclusive com o direito de se manifestar, é prejudicial ao PP, porque os outros partidos da coligação também podem querer participar, o que vai atrasar o processo. Para quem queria agilidade, deu um tiro no pé”, disse Souza.
O advogado esclareceu que a determinação, que prejudicou o PP, foi conse-quencia de uma atitude ex-clusiva do partido. “A Executiva concordou na ‘ideia brilhante’ de pedir para colocar um assistente no processo, dando ideia para o PMDB. Isto atrapalhou mais do que já estava atrapalhado”, ironiza.
De acordo com Souza, a-gora resta esperar para ver a movimentação dos outros partidos da coligação Por Uma Içara Mais Humana, que inclui, além do PM-DB, mais 11 siglas, e aguardar “entrar os autos”, no próximo ano.
O presidente do PP, Ar-naldo Lodetti Júnior, não a-tendeu às tentativas de contato telefônico feitas pela reportagem do JI, para se pronunciar sobre o assunto.

COLUNISTA - Maso Nyetto,


“PDT de Içara espera que o PMDB honre o compromisso de nos apoiar na eleição da Co-operaliança ”. Presidente da Fundai e suplente de vereador, Geraldo Bal-dissera (PDT), sobre o compromisso firmado em 2008, quando o partido apoiou a candidatura de Gentil da Luz (PMDB) à prefeito.

José Zanolli
vice prefeito de Içara, e Silvio Viana, secretario de Agricultura, foram os representantes da Administração Municipal de Içara na inauguração da nova unidade da Rede Giassi de Supermercados, em Criciúma na manhã desta quinta-feira (25). “Este grande homem que exercia com muito orgulho o dever de ensinar às pessoas como professor é, com certeza, o maior empresário içarense de todos os tempos”, declarou Zanolli, completando: “sua história faz parte da história de toda a cidade de Içara”.
Na ocasião foi lançado o livro “Zefiro Giassi: do pó do giz ao supermercado”, de Archimedes Naspolini Filho, e que teve um exemplar entregue a coordenadora da Biblioteca Pública Municipal de Içara, Rejane Augustinho, e já faz parte do acervo.
O deputado estadual eleito Adilor Guglielmi, o Dóia, também prestigiou o evento, junto com o Prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

Segurança Pública
é interesse de todos e não somente do Conseg ou das Polícias Civil ou Militar de Içara, que estão se esforçando para que a ordem seja mantida.
Ontem, o Conseg do Centro realizou uma reunião no plenarinho da Câmara Legislativa e não vi nenhum dos 10 vereadores no encontro.
Há poucos dias, Pola-kinho teve o carro arrombado, a luz do dia.

Gabriel de Souza
não poupou o comando do PP, que segundo ele, dormiu de toca, e fortaleceu o PMDB no processo de cassação de Gentil da Luz (PMDB) e José Zanolli (DEM), que corre em segredo de justiça na co-marca de Içara.
Ele tem indiferenças com o presidente do partido do PP, Arnaldo Lo-detti Júnior. Os dois não sentam na mesma mesa para tomar cerveja.

Atenção
membros do Conselho Desenvolvimento Regional de Içara (Acirton Costa, Gentil da Luz, Sandro Giassi e Adalberto Pizzet-ti), hoje tem reunião em Treviso. Não esqueçam.

Plano diretor
de Içara, possivelmente, não entrará em votação nesse ano, pelo menos, não se vê nenhum movimento por parte da Administração Municipal de Içara. Será que esqueceram?

Com o aumento do salário mínimo
de R$ 510 para R$ 600 em janeiro de 2011 os deputados federais já começaram a fazer lobby para reajustar os ganhos mensais de R$ 16 mil para R$ 30 mil. Os salários de ministros e da presidente poderão ser aumentados, enquanto a maioria dos eleitores, que ganham um salário mínimo ou até menos, vão continuar mendigando.

GERAL - Motoristas devem atentar para mudanças no limite de velocidade

Equipamentos de fiscalização eletrônica de alguns pontos do município reduzem velocidade máxima para aumentar segurança no tráfego; e as alterações atingem os bairros Boa Vista e Rio dos Anjos.

(Divulgação)

Motoristas devem ficar atentos às mudanças de velocidade máxima permitida em algumas estradas dos município, sendo que alguns equipamentos passam de de 50km/h para 40 km/h. As alterações ocorrem no bairro Boa Vista e localidade de Rio dos Anjos, próximo das Escolas Municipais Paulo Rizzieri e João da Rocha Porto, respectivamente.
“A redução da velocidade foi feita com o objetivo de aumentar a segurança de quem transita no local, visto que se trata de área residencial e escolar. As alterações foram efetivadas neste mês, mas as notificações ocorrerão a partir do dia 1º de dezembro”, explicou o coordenador do Departamento de Trânsito, Paulo Preis Neto.
A Rodovia Lino Zanolli, na localidade de Vila São José, também recebeu equipamento de fiscalização e-letrônica, onde a velocidade máxima permitida é de 40 km/h.
No âmbito das obras, u-ma nova rodovia deverá ter pavimentação concluída no próximo sábado, 27.
Conforme o encarregado geral de Obras do município, Márcio Realdo Toretti, apesar da chuva, os serviços estão adiantados na ICR-346, entre as localidades de Sanga Funda e do Barracão.
O encarregado da empresa SETEP, que executa os serviços, João Vicente Geremias, vistoriou o local na manhã de ontem quando verificou que a base ainda está bastante molhada não permitindo que a reca-pagem do asfalto fosse feita, mas garantiu que sábado o serviço estará totalmente concluído.
A obra realizada em parceria entre a Administração Municipal de Içara e Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Criciúma, compreende o trecho entre a ponte sobre o Rio dos Porcos até a SC-444, com valor total de R$ 690.389,75 mil, e extensão de 1.497,06 metros.

POLÍCIA - CONSEG’s buscam alternativas para melhorar segurança pública

Os Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEG) do município discutem condição atual da segurança no município e quadro de profissionais é pauta frequentes entre os grupos.

(Maso Nyetto/Jornal Içarense)

Além do trabalho desen-volvido pelos órgãos pú-blicos, a segurança no mu-nicípio conta com o reforço do Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG).
Na noite de ontem, o con-selho central se reuniu para discutir possíveis melho-rias na segurança. “Falar não basta, precisamos de al-go concreto”, ressalta o pre-sidente do CONSEG do Centro, Maurino Peres Bar-bosa.
Segundo ele, em encon-tro anterior, os órgãos de se-gurança pública têm rela-tado dificuldade em razão do pouco efetivo no municí-pio. “Acredito que com o que se tem é preciso render o máximo. Mas, quanto mais efetivo melhor”, apon-ta o presidente, acres-centando que vão soli-citar a Secretaria de Segurança instalação de câmaras em Içara.
Em reunião na última semana, comerciantes do Distrito Balneário Rincão e a diretoria do grupo discutiram as carências para a alta temporada. “Os comer-ciantes estão preocupa-dos com a atual situa-ção. O Rincão precisa ser tratado com mais a-tenção”, relata João Pi-collo, presi-dente do CONSEG do Rincão.
Para o conselho, a transição do Governo Estadual apresenta a possibilidade de aumento do efetivo policial. “Esta-mos aguardando a mudan-ça do secretário de Seguran-ça Pública para enviarmos um ofício solicitando mais profissionais no Rincão”.
Picollo destaca que com o crescimento do distrito e a posterior emancipação é preciso ter um quadro per-manente de policiais.

VARIEDADES - Destaque Içarense 2010 premia os mais votados neste sábado

Pelo 12º ano consecutivo o Jornal Içarense realiza o Destaque Içarense, evento que premia 100 empresas, entidades e pessoas do município que mais se destacaram durante o ano.

(Foto Axé)

A cerimônia de premia-ção do Destaque Içarense 2010 acontece neste sábado, às 20h30min, na Sociedade Recreativa Ipiranga, Centro de Içara.
Receberão troféu cidadãos, empresas, entidades e pessoas que mais se destacaram no município durante o ano, em suas respectivas áreas de atuação.
Através de votação, em urnas espalhadas pela cidade e pela internet, no site www.votedestaque.com.br, a população indicou 100 homenageado do município, de diversos ramos.
Por aproximadamente três meses, o jornal publicou, na contracapa, a cédula de votação, com espaço para preenchimento das categorias e nomes dos indicados. Além disso, uma lista de sugestões de categorias disponíveis para votação, como Advoga-do(a), Destaque Religioso, Loja de Calçados, Escola Municipal, Policial Militar, entre outras.
As urnas foram disponi-bilizadas na Casa da Cultura Padre Bernardo Jun-kes, Prefeitura Municipal de Içara, Câmara Municipal de Içara, Giassi Supermercados, Subprefeitura do Balneário Rincão e A-bimar Supermercados.
Durante o evento, além da entrega de troféus, será oferecido jantar para homenageados e convidados. No fim da noite, haverá um bai-le, abrilhantado pelo Family Show. O mestre de cerimônia será o radialista Carlos Alberto Fiorenza.
“Nada mais justo que premiar essas pessoas e empresas que se destacaram durante o ano ”, explica o jornalista Vilmar Santos Nietto, o Maso Nyetto.
Em 2009, a cerimônia a-conteceu no dia 28 de novembro, também no Clube Ipiranga, tendo a presença de quase 100% dos homenageados.
O Destaque Içarense é um evento que também comemora mais um ano de conquistas do Jornal Iça-rense, rumo aos 17 anos de periodicidade em Içara, contribuindo para o crescimento do município ao registrar os acontecimentos diariamente na cidade.
Este ano também foi marcado pela troca de sede. O JI passou a atender na Rua Natal Tassi, nº 360, Centro, desde dia 9 de agosto.
Devido ao crescimento do jornal e às necessidades de ampliação, teve que deixar a antiga sede, que era locada. Até o dia 6 de agosto, o periódico estava localizado na Rua Vitória, nº 828, Centro, onde permaneceu por quatro anos.
Colaboradores, clientes e visitantes contam agora com um espaço maior e mais confortável. Além da redação, o local possui uma sala para o departamento financeiro, sala de reuniões e de telemarketing. Faça uma visita ao Jornal Içarense.

ESPORTE - Festival de tênis de mesa será realizado em Içara

A Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara estará realizando neste sábado a etapa final do festival de tênis de mesa, no Ginásio Esportivo Ergínio Januário Borges, no Módulo.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

A Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara aproveita o fim de semana para a realização de atividades esportivas. Um dos principais objetivos da entidade é a inclusão esportiva na vida dos jovens de Içara através de competições variadas.
As inscrições para a terceira etapa do Festival de Tênis de Mesa continuam nas escolas de Içara até o fim da tarde de hoje, dia 26.
Até o momento mais de 50 estudantes já haviam confirmado a participação nos jogos a serem realizados no Ginásio Esportivo Ergínio Januário Borges, no Complexo João Ramos Roussenq. Fora das instituições de ensino, os interessados em participar podem procurar também a Fundação Municipal de Esportes ou se cadastrar no sábado, a partir das 9h, no local do evento.
Ao todo, três categorias estarão com o título de 2010 em aberto na disputa: Sub-12, Sub-15 e Livre.
As competições de tênis de mesa tem se destacado muito na cidade, sendo que atletas içarenses conseguiram uma boa pontuação os Joguinhos Abertos de Santa Catarina.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

CAPA: Edição1.994 - Içara, 24 de novembro de 2010

Pneu estoura e Sandero bate em muro de cemitério
(Simone Costa/Divulgação)


Genteil e equipe de Obras avaliam 30 dias da pasta
(Divulgação)


Projeto do PAC de R$ 21 milhões é pré-aprovado

(Divulgação)

EDITORIAL - Auditoria foi pra baixo do tapete

No começo do ano, a a-tual Administração Muni-cipal de Içara deu início a uma série de acusações so-bre a gestão anterior do ex-prefeito Heitor Valvassori (PP), que teria deixado u-ma dívida que ultrapassa-ria os R$ 21 milhões e rea-lizaria uma auditoria para investigar melhor.
Em 17 de abril de 2009, foi dado início a auditoria por uma empresa contrata-da de Joinville. Mas, até a data de hoje nada foi divul-gado, nem por parte da A-dministração Municipal e nem da empresa auditora.
A oposição contesta a dí-vida e diz provar que foi um pouco mais de R$ 5 mi-lhões, e quem tem que pro-var os valores é Admi-nistração Municipal.

CHARGE

COLUNISTA - Susiane MENDES


Despedida indireta Justa causa invertida

Assim como o empre-gador, o trabalhador tam-bém pode requerer a ex-tinção do contrato em ra-zão de falta grave cometi-da pelo empregador.
Tal situação está pre-vista no artigo 483 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que per-mite ao empregado rom-per o vínculo empregatí-cio e receber as mesmas verbas perti-nentes à demis-são sem justa causa, inclusive aviso prévio.
Da mesma forma que o em-pregador, que ao rescindir o contrato por jus-ta causa, deve fundamentar e provar a falta grave, o empre-gado que pre-tende rescindir indireta-mente o contrato também deverá provar as razões da justa causa.
Quando a justa causa ocorre por falta grave do empregado, tendo o em-pregador o poder diretivo do contrato, pode aplicar a penalidade diretamente ao empregado. Entretan-to, no caso de falta come-tida pelo empregador, não seria tão eficiente o próprio funcionário inter-pelar o patrão, informando a falta come-tida e requerendo o paga-mento das verbas, pois es-te dificilmente reconhece-rá que cometeu uma falta grave.
Portanto, quando o em-pregador cometer ato gra-ve, que impeça continui-dade do contrato de tra-balho, pode o empregado ingressar com ação trabalhista buscando a res-cisão indireta do contrato de trabalho, por justa causa, re-querendo tam-bém as respecti-vas verbas resci-sórias.
Deve o empre-gado observar que esta medi-da deve ocorrer de forma contemporânea à cessação das ativida-des dele, uma vez que a demora no ajuizamento da ação trabalhista, de-pois do afastamento do trabalho, acaba compro-metendo o reconheci-mento da justa causa, u-ma vez a imediação é ca-racterística desta.

Até a próxima semana com mais um assunto de interesse dos içarenses.

POLÍTICA - Gentil da Luz avalia os 30 dias à frente da Secretaria de Obras

Antes de ir à Brasília novamente esta semana, o prefeito se reuniu com o secretário de Obras, Jairo Celoy Custódio, e o encarregado de Obras, Márcio Toretti, para avaliação dos trabalhos.

(Divulgação)

No início da semana o prefeito de Içara, Gentil Dory da Luz, avaliou as ações na Secretaria de O-bras, na qual está à frente há 30 dias, junto com o secretário Jairo Celoy Custódio e encarregado geral de Obras, Márcio Toretti.
Neste período, foram recuperados 20 quilômetros de estradas com patrola-mento e revestimento em saibro; além de limpeza, recuperação e construção de bocas de lobo.
Foram entregues à comunidade, ainda, duas pontes de madeira, totalizando oito no município.
Estão em andamento a pavimentação asfáltica da estrada geral de Esplana-da, que até a temporada te-rá 1,5 quilômetros, dos 3,4 total da obra, pronto.
A obra da estrada que li-ga a Lagoa dos Esteves a Barra Velha já está com mais de um quilômetro de pavimentação e terá, até o final do ano, mais três quilômetros de terraplanagem executados.
Na lista das pavimentações ainda está a estrada que liga a localidade de Sanga Funda ao Barracão, que recebe capa asfáltica.
“Preparamos o crono-grama que iniciará na próxima semana, se o tempo colaborar, para a recuperação e manutenção de 8 mil m² de lajotas. Esta programação será concluída até o final de dezembro”, enfa-tizou o prefeito.
Além disso, Da Luz falou que seguem as construções do CEI Zilda Arns e da Unidade de Saúde do bairro Primeiro de Maio; e reforma e ampliação da escola de Barracão.
“Paralelamente terá inicio na próxima semana os trabalhos de recuperação das estradas gerais da zo-na rural de Içara que, devido às chuvas desta semana, ficaram comprometidas”, declarou o encarregado de Obras.
Acrescentando que também seguem os serviços de limpeza e revitalização em praças e trevos de acesso ao município.
Está sendo realizado levantamento das ruas já pa-gas pela comunidade em a-dministrações anteriores, para pavimentação com la-jotas, a fim de serem dados os devidos encaminhamentos. "A parte que cabia à Prefeitura Municipal, a drenagem, já foi finalizada em algumas vias e outras estão em andamento", afirmou Toretti.

COLUNISTA - Maso Nyetto,


“Tem todo o meu apoio, estou trabalhando para que ele seja o presidente da Câmara. Estamos conversando, mantenho a minha posição.” Presidente da Câmara Municipal de Içara, Acirton Costa (PMDB), nesta quarta-feira, se referindo ao vereador Darlan Bitencourt Carpes (PP), candidato à presidência da Mesa Diretora do Legislativo içarense, sobre os rumores de que teria trocado de voto.

Foi tensa
a reunião entre os representantes do Conselho Administrador do Hospital São Donato, nesta terça-feira, e foi além do que estava estipulado em pauta. O médico Osmar Bonaz-za criticou o presidente e a diretora da instituição, pedindo que sejam trocados os dois. Em certo momento afirmou que os políticos quebraram o hospital. Também disse que nenhum médico quer trabalhar en-quanto o Acirton foi presidente
Por telefone ele afirmou que a administração não faz tudo o que está ao alcance. “Para mim, todos estão deixando a desejar”, comentou.
O ex-prefeito Júlio Cechinel, que estava na reunião, não quiz se manifestar sobre o assunto. “O presidente é o Acirton e é ele que tem que falar”.
Conforme o presidente do hospital, Acirton Costa, na ocasião foram debatidas questões como o encaminhamento do Estatudo Interno, pagamento do 13º salário, entre outros assuntos administrativos, mas que não houve nenhum desentendimento.
Na próxima segunda-feira, 29, às 13h, a direção do hospital discutirá o regime de sobreaviso junto à Administração Municipal.
Enquanto os médicos mais velhos acharem que são donos do hospital a instituição vai continuar capenga. Sou a favor que saiam os políticos e também os médicos do Conselho de Administração e que seja repassada o comando para as freiras do Colégio Cristo Rei.

A Administração
Municipal levantou a lebre de que o ex-prefeito Heitor Valvassori (PP) te-ria deixado uma dívida de R$ 21 milhões mas até o momento não finalizou a auditoria para compro-var, com documentos, a denúncia.
Parece que a auditoria vai terminar em pizza.

Comando do PSDB
se reuniu nesta quarta-feira na casa de Adêmio Pavei para discutir sobre as eleições da Cooperali-ança. Os tucanos tem três nomes para escolher um candidato São eles: Mar-tinho Mendes, Jucelino Dagostim e Silvio Viana.
A meta é ser vice de Pe-dro Deonísio Gabriel.

A reunião agendada para hoje
no centro comunitário do Loteamento Vila Nova, pelo vereador André Mazzuchello Jucoski, o Pola-kinho, foi transferida para segunda-feira.
Na data serão discutidas melhorias nos loteamentos que compõem a grande Vila Nova, com a presença do Prefeito Municipal Gentil da Luz, da gestora de Educação, Geovana dos Santos, do secretário de Obras, Jairo Celoy Custódio, do secretário de Saúde, Laudo Calegari, e do Presidente do Samae, Paulo Preis Neto,
“A mudança aconteceu em virtude de que o Prefeito não poderá comparecer no encontro, por estar em Brasília, tentando viabilizar recursos para o município”; explicou vereador Polakinho.

Frase
“Marido é igual a menstruação: quando chega, incomoda, quan-do atrasa preocupa.” (Autor desconhecido).

GERAL - Espera dos trabalhadores da antiga Vectra próximo do fim

Ex-trabalhadores da Vectra Revestimentos Cerâmicos (Coopervectra) se reúnem para esclarecimentos sobre o pagamento das dívidas trabalhistas que deve ser realizado até dia 20 de dezembro.

(Maso Nyetto/Jornal Içarense)

Final bem sucedido; é assim que o presidente do Sindicato dos Ceramistas e da Construção Civil, Itaci de Sá, definiu a venda da massa falida da Cerâmica Vectra. Na noite de ontem, uma Assembleia Geral reu-niu os antigos servidores da empresa para explicar como será realizado o pagamento.
O patrimônio foi vendido por R$ 4,8 milhões, o que corresponde a 40% do valor das dívidas trabalhistas. Conforme Itaci, a expectativa é de efetuar a primeira parte do pagamento até 20 de dezembro.
O restante da dívida será quitado conforme as dez parcelas de R$ 280 mil. Mas, ele avalia que tentará renegociar o acordo para que inicialmente sejam pagos R$ 2 milhões, ao invés, de R$ 1 milhão no ato da compra e o restante 30 dias após.
Sá acrescenta que na tarde desta terça-feira, 23, o sindicato se reuniu com a parte aquisitora, na qual foi sinalizada a normalidade no processo. “Todos os problemas judiciais foram resolvidos”, ressalta.
“Lamentamos a fa-lência da empresa, mas ficamos felizes em ter feito uma venda com um preço bom e que não prejudicou os trabalhadores”, considera.
A empresa interrompeu os trabalhos em 2005, alegando não ter condições de seguir os trabalhos. Pa-ra manter as rendas, os trabalhadores formaram a Massa Falida Coopervec-tra que por mais de um ano permaneceu atuando como autogestão entre os funcionários, que ficaram cuidando do patrimônio.

POLÍCIA - Polícia Militar prende homem com mandado em aberto em Içara

Populares acionam Polícia Militar (PM) para averiguarem dupla em movimentação suspeita próximo ao Banco Itaú; um dos homens estava com mandado de prisão em aberto e foi preso.

(Arquivo/Jornal Içarese)

Um homem com mandado em aberto foi preso na madrugada de ontem no Centro do município. Por volta das 1h30min, populares acionaram a Polícia Militar alegando que dois homens estavam em movimentação suspeita na Rua Marcos Rovaris, próximo ao Banco Itaú.
Na abordagem os militares constataram que D.N., 30 anos, estava com mandado de prisão em aberto pelo crime de apropriação indébita. Conforme o sargento Fontoura, da Polícia Militar, o outro homem, R.J.G., 33 , não possuía registros no sistema e foi libe-rado. D. foi encaminhado ao Presídio Santa Augusta.
Outra denúncia levou outro foragido para a cade-ia, em Criciúma. A polícia revistou vários homens que estavam em um bar e em consulta ao sistema a-veriguou que E.M., 37, estava com o mandado de prisão em aberto. O mesmo também foi encaminhado ao presídio de Criciúma.
Já em Araranguá, agentes da Central de Polícia prenderam P.R.R.S., 46, em sentença condena-tória de cinco anos por roubo. A prisão preventiva de S.J.S., 30 anos, de Sombrio também foi cumprida. A acusação do foragido também corresponde a roubo.
Após investigações da polícia de Tubarão integrada com a guarnição de Cri-ciúma, levaram às prisões de M.A.S., 45, e do filho D.S., 19. O jovem, que já estaria preso por roubo e tentativa de assassinato no Presídio Santa Augusta, em Criciúma, usava a mãe em um esquema de tráfico de drogas na região.

VARIEDADES - Biografia de Zefiro Giassi é lançada hoje em Criciúma

No mesmo dia da inauguração da nova loja do Supermercado Giassi em Criciúma, o jornalista e escritor Archimedes Naspolini Filho lança a biografia do empresário içarense Zefiro Giassi.

(Divulgação)
Com o título “Do Pó de Giz ao Supermercado”, a biografia do empresário içarense, Zefiro Giassi, fundador da Rede de Su-permercados Giassi, será lançada nesta quinta-feira, dia 25, às 9h30min, na ina-uguração da 11ª loja da re-de, no bairro Santa Bárba-ra, em Criciúma.
A obra, com 244 páginas, foi elaborada pelo jornalis-ta e escritor Archimedes Naspolini Filho, com a co-laboração de Nilza Zilli Costa, Taise Forgiarini e Edson Speck, que ajuda-ram na pesquisa sobre a vi-da do empresário.
Zefiro Giassi nasceu na localidade de Ponta do Ma-to, em Içara. Em 1951, for-mou-se professor e criou uma cooperativa escolar, para a compra de materiais escolares com preços mais acessíveis. Nascia, neste momento, o ímpeto que o transformaria num habili-doso comerciante.
Em 1960, abriu a primei-ra loja de secos e molhados (tecidos e ferragens).
Com o crescimento da necessidade da popula-ção, a empresa passou a co-mercializar armarinhos e gêneros alimentícios.
Em 1964, Zefiro Giassi decidiu abrir o capital para novos sócios, surgindo, assim, a Giassi e Cia, so-ciedade que permaneceu até 1994.
Desde então, a empresa é administrada pelo presi-dente Zefiro Giassi, tendo a família como suporte na direção dos departamen-tos. Em 2010 a rede come-morou o cinquentenário.

ESPORTE - Piloto içarense fica em 3° na moto velocidade

Piloto de Moto Velocidade, Dinarte Rizzieri, trouxe um titulo inédito a cidade de Içara ao conquistar o terceiro lugar no Campeonato Gaúcho de Moto Velocidade em Tarumã, no Rio Grande do Sul.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

O nome de Içara está sendo levado através dos roncos dos motores da Moto Velocidade e do piloto içarense Dinarte Rizzieri Júnior. O competidor, que, atualmente, conseguiu u-ma vitória inédita para a cidade ao conseguir o terceiro lugar no Campeonato Gaúcho de Moto Velocidade, realizada em Viamão.
A corrida aconteceu de 13 a 14 novembro no Circuito de Tarumã, em Via-mão. Participaram da competição cerca de 22 pilotos de todo o Sul do país, já que é um dos melhores campeonatos da modalidade.
Rizzieri contou a experiência de estar na motovelo-cidade. “Eu esperava, uma corrida muito melhor, sinto que fiquei devendo para mim mesmo uma melhor colocação, todos dizem que tive um bom desempenho, mas almejava muito mais”.
Ele complementou: “O acidente que sofri durante a competição foi o resultado de vários fatores, devido a penalidade que sofri tive que sair em último na corrida, tive que ir atrás dos resultados e na última volta vale tudo, assim na última volta fiquei em um bolo com sete motos, o contato seria impossível, não segurei e acabei caindo”.
Com o término das competições nacionais e o retorno da temporada só em março do ano que vem, Jú-nior confirmou que para este ano irá continuar os treinos em Guaporé-RS. Para a próxima temporada o piloto planejava subir de categoria, mas pretende continuar na 125 cilindra-das para alcançar o titilo brasileiro na modalidade.
Ele procura patrocínio de empresários da região para financiar as corrida.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

CAPA: Edição1.994 - Içara, 24 de novembro de 2010

Estudantes do Colonette recebem orientação educativas sobre a dengue
(Daniela Soares/Jornal Içarense)



Mais um quiosque vai a pique no Balneário Rincão
(Maso Nyetto/Jornal Içarense)


Ziraldo participa de evento literário realizado pela Satc
(Bruna Borges/Jornal Içarense)

EDITORIAL - PRF alerta para as mortes nas rodovias

Nas estradas de Santa Catarina pelo menos uma pessoa morre a cada 6h. É o que revela um levantamento realizado pela Polícia Rodoviária Federal do estado. Até o dia 31 de outubro, o número indicava 1.329 mortes no trânsito. Sendo que 459 foram vítimas em rodovias federais.
Entre as principais causas dos acidentes com óbitos, a polícia destaca p excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens e a não utilização do cinto de segurança.
No município, os acidentes an Rodovia Paulino Búrigo (SC-444), na maioria, são devidos a embria-guês e imprudência. Álcool e direção perigosa não combinam. Pense nisso!!!

CHARGE

COLUNISTA - Elza de Mello


Nuances de Vidas em Crônicas (69)

O final da tarde de sábado anunciava as primeiras nuances da noite. O sol já havia desaparecido por detrás da serra quando deixamos a Rodovia SC444 e tomamos o acesso ao Espigão. Íamos em busca da sede do Vila Içara para degustarmos uma paella (comida espanhola de frutos do mar), organizada pela associação esportiva. E então passei a observar o caminho e as mudanças o-corridas, afinal não é um percurso usual em meu itine-rário. Na estrada poeirenta avistava-se a direita a cerca viva, onde pastavam calmamente as vacas do Bertinho Dagostim e, à esquerda, as casas do Loteamento Isabel. Nas casas, já iluminadas, parecia que se preparava a ceia para receber os que voltavam do trabalho. Aqui e ali uma ou outra pessoa chegava e entrava, fechando a porta atrás de si.
E então me lembrei de um tempo em que todas as ter-ras eram patrimônio de Pedro Guglielmi. Não havia di-visão, apenas o mesmo caminho, uma servidão, que le-vava para outros terrenos, especialmente o terreno dos Juncoski, entre matas e roças. E era por esta servidão que as crianças desciam, munidas de material escolar, para ter aulas com a Dona Dina. Era preciso aprender o idioma nacional, a língua portuguesa. O idioma polo-nês, que comunicava tão bem a vida familiar, não pode-ria ser utilizado em outro espaço, pois, estava sendo e-xigida a comunicação apenas no idioma nacional. Então as crianças foram em busca do idioma para ensinar as pessoas maiores, eram quase interpretes entre o idioma da cultura polonesa, mediando a nova cultura que preci-sava ser absorvida em um tempo recorde.
Outra necessidade de locomoção, pela servidão, eram as idas à capela. E houve um tempo em que o horário do terço, na Capela São Miguel, em Vila Nova, era dividido em três turnos: um para os portugueses, um para polo-neses e outro para os italianos. Só depois da unificação da língua portuguesa é que o terço passou a ter um úni-co horário. E como o percurso era feito à pé, o rio era contornado na parte mais baixa sem mais problemas, próximo da casa de Antônio Pavei. O Rio dos Porcos, naquele tempo, ainda não havia sido dragado e dava passagem. Aqui e ali, árvores frondosas davam sombra ao caminho e as orquídeas entrelaçavam os seus ramos.
É... hoje já está muito mudado. Mas o sentimento hu-mano continua o mesmo. Não faz muitos dias, passando de carro com a Fátima e a Graça Pavei, ela ainda falou que nasceu por ali. Não sabia dizer exatamente aonde, devido as mudanças que ocorreram, mas seu coração ainda palpitava ao saber que foi ali que viveu as primei-ras experiências pessoais. O amor telúrico nos marca de verdade quando vivemos uma participação familiar.
Deixamos a estrada que leva ao acesso da Vila Alvo-rada, e continuamos: passamos pela olaria dos Gugli-elmis, um sítio, e seguimos em frente. Depois, seguimos por outra servidão até a sede da associação, e não deixei de admirar o cuidado com o ambiente naquele lugar. Há um coqueiral sombreando o gramado verde e, a poucos metros a cerca que protege o campo, tudo muito bem cuidado. Algumas casas e roças demarcavam ou-tras propriedades. No mais, o isolamento de uma comu-nidade agrícola. Sei que alguns dos nossos alunos resi-dem e trabalham ali, e o campo serve para um lazer sa-dio para os jovens e um encontro de outras pessoas, tal-vez, mães e pais corujas estavam ali, feito eu.
Mas em espaço sadio cabe toda a família, com certeza .Pois bem, esperamos um pouquinho, botamos o assunto em dia com amigos, e logo a paella foi servida. E num clima de harmonia foi degustada por homens, mulheres e crianças. Depois deixamos o pessoal dançando e voltamos. Afinal foi um encontro maravilhoso! Ao chei-ro da palha veio a adesão das lembranças de um tempo vivido e socializado com a prática de vidas; e vidas em abundância.
Até a próxima semana com mais um assunto de nos-sa terra, nossa gente.

POLÍTICA - Vereadores cobram do Dnit melhorias em obras da BR-101

Em reunião no Dnit, os vereadores pediram ao superintendente atenção na iluminação, sinalização dos viadutos e alças de acesso ao município; na ocasião, novos prazos foram dados.

(Divulgação)

Depois de várias recla-mações dos vereadores iça-renses quanto à falta de providências do superin-tendente do Departamento Nacional de Infra-Estru-tura de Transportes (Dnit), Avanir Aguiar de Sá, sobre as condições das obras de compensação nas margi-nais da BR-101, novas pro-messas foram feitas.
Uma comitiva de verea-dores, liderada pelo tucano André Mazzuchello Jucos-ki, o Polakinho, esteve na sede do Dnit, em Tubarão, nesta terça-feira, em reuni-ão com o superintendente.
Um dos problemas le-vantados é a entrada do município, onde foi feito um ‘cotovelo’, que já cau-sou muitos acidentes no local e dificulta a entrada para a cidade.
O engenheiro Avanir A-guiar de Sá mostrou o novo traçado para o local e afir-mou que em 60 dias come-çam as mudanças.
“A entrada do município será alterada, iremos mu-dar o ‘cotovelo’ com uma abertura da curva, ficando mais reta a entrada para Içara”, explicou De Sá.
As alças de entrada sen-tido sul/norte para o Rin-cão também serão melho-radas. Sobre as medidas compensatórias o superin-tendente garantiu que to-das serão realizadas. “Nós temos o compromisso com a cidade de realizar as o-bras que foram firmadas como medida de compen-sação”, disse De Sá.
O vereador Polakinho mostrou-se satisfeito com a reunião, mas espera que re-almente seja tomada uma atitude em relação às obras compensatórias. “As co-munidades que são corta-das pela BR-101 estão pro-pícias em realizar mani-festações caso não come-cem as obras, até mesmo fe-char o rodovia. Vamos dar mais um voto de confiança ao Dnit e esperamos que as máquinas voltem a traba-lhar”, comentou.
Na sessão da Câmara Municipal de segunda-feira, ao convocar os de-mais legisladores para a reunião, Polakinho criti-cou mais uma vez o Dnit, como fez em outras sessões. “O Dnit está fazendo pou-co caso do município. Fo-ram convidado para vir nesta Casa várias vezes. E-les devem para a comuni-dade”, ressaltou.

COLUNISTA - Maso Nyetto,


“Nós assumimos este compromisso. Não adianta botar um açougueiro ou um padeiro. Tenham certeza que vocês vão indicar o secretário da Indústria e Comércio a partir do ano que vem”. Essas foram as palavras do Prefeito Gentil Dory da Luz (PMDB), nas eleições em 2008, aos representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e da Associação Empresarial de Içara (ACII), que está no aguardo há mais de dois anos pelo cargo.

Passado o processo eleitoral
as atenções dos partidos polí-ticos de Içara se voltam a eleição da Cooperaliança, que ocorre em março de 2011.
Até então os candidatos são o ex-vereador Pedro Deonísio Gabriel, indicado pelo PP, e o empresário Sandro Serafim, no-me de confiança do PMDB. Outro que colocou o nome a disposição é Martinho Mendes, presidente de honra do PSDB, que afirma ter um compromisso firmado com o PMDB em apoiá-lo na disputa.
As conversas já começaram a ocorrer entre lideranças de ou-tras siglas de Içara.
Um grupo intitulado aparti-dário, que conta com pessoas ligadas a diversas siglas, está se organizando para lançar uma chapa de oposição a atual diretoria, que tem Gabriel como presidente. Até lá muita coisa pode acontecer.

Parece
que ficou no esqueci-mento a mesa do Prefeito e o Café do Prefeito.
Depois que assumiu o comando da Secretaria de Obras Gentil da Luz não deve ter tido mais tempo para os dois projetos.
A ação que corre contra o prefeito deve entrar em pauta essa semana em Brasília.

Chegamos
a 2 mil edições nestes 16 anos de tiragem graças aos colaboradores e leito-res de Içara.
Mesmo, tendo jornais concorrentes na cidade o JI continua sendo o nº 1. Credibilidade não se com-pra, se conquista com tra-balho sério e responsável.
Que venham as outras 2 mil edições.

Jurê Bortolon
afirmou na sessão de segunda-feira que depois de quatro anos, Gentil da Luz será lembrado como o melhor prefeito que Içara já teve.
Por sua vez o companheiro de bancada, Antônio de Mello (PMDB), comentou que esteve conversando com Gentil da Luz e ficou animado com a quantidade de recursos que estão vindo para Içara.


Joaci Pereira
o vereador Boca (PP), que acompanhou a comi-tiva do prefeito de Içara à Brasília, fez o seguinte comentário: “Içara está bem representada, com certeza vai ter recursos para os próximos 4 anos da presidente Dilma. To-dos os projetos aprova-dos, sem restrição”.

A briga
entre o vereador Acir-ton Costa e o empresário Adalberto Pizzetti parece que não tem hora pra ter-minar. Os dois fazem par-te do Conselho Curador e Administrador do Hos-pital São Donato, mas não se suportam. Hora e meia um dispara crítica contra o outro.

Frase
“Na política, a verdade deve esperar o momento em que todos precisem dela”. (Bjornstjerne Bjornson - Es-critor norueguês - 1832-1910).

GERAL - Dengue é combatida com atividades educativas em Içara

Alunos da Escola Antônio Colonetti se divertem enquanto recebem orientações sobre o combate à dengue; neste ano nenhum foco do mosquito transmissor foi localizado no município.

(Alex Cichella/Jornal Içarense)

Panfletos, teatro, filme; por intermédio destes recursos os alunos da 1ª série da Es-cola Antônio Colonetti, do bairro Jaqueline, conhece-ram os meios de evitar a o-corrência da dengue.
Em acompanhamento à Semana Nacional de Com-bate à Dengue, atividades similares estão sendo pro-movidas nas comunidades.
“Estamos focando em a-ções educativas para consci-entizar toda a população”, salienta e enfermeira da Vi-gilância Epidemiológica Ia-ne Savi Silveira. Ela ressalta que cada unidade de Estra-tégia de Saúde da Família (ESF) é responsável pela mobilização do bairro em que atua.
Armadilhas para avaliar a propensão ao mosquito estão espalhadas em 219 pontos do município. São pneus identificados con-tendo água, instalados em residências ou estabeleci-mentos comerciais. Os pon-tos são averiguados a cada sete dias.
De acordo com a coorde-nadora dos agentes, Sandra Costa Serafim, este ano fo-ram constatadas apenas lar-vas de mosquitos comuns. Mas, ela ressalta que é pre-ciso manter o trabalho pre-ventivo. “A população pre-cisa estar consciente da im-portância da prevenção, do contrário o nosso trabalho se torna mais difícil”, con-sidera a coordenadora.
Há quase um ano foi cons-tatado um foco de larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, no terreno de uma empresa no município. Com o monito-ramento, a proliferação da doença foi descartada.
Locais estratégicos, que apresentam facilidade de a-cúmulo de água, como bor-racharia e cemitérios, são fis-calizados a cada 15 dias. A população pode denunciar pontos de propensão ao mosquito junto à vigilância.
A semana de conscienti-zação será encerrada na próxima sexta-feira, 26, com blitzes educativas na Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e no Centro.

POLÍCIA - Estradas do estado registram uma morte a cada seis horas

Levantamento da Polícia Militar Rodoviária Federal indica que a cada seis horas pelo menos uma pessoa morre em acidentes de trânsito; e nesta segunda-feira três vieram a óbito na BR-101.

(Divulgação)

Nas estradas de Santa Catarina pelo menos uma pessoa morre a cada 6h. É o que revela um levantamento realizado pela Polícia Rodoviária Federal do estado. Até o dia 31 de outubro, o número indicava 1.329 mortes no trânsito. Sendo que 459 foram vítimas em rodovias federais.
Entre as principais causas dos acidentes com óbitos, a polícia destaca o excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens e a não utilização do cinto de segurança.
Já nas vias públicas, especialistas ressaltam que é preciso manter a atenção sem abusar da confiança ao volante, o que motivaria muitos acidentes.
No município, este ano foram contabilizadas três mortes na Rodovia SC-444. O índice é o mesmo registrado em 2009. Em prol da prevenção de acidentes, o sargento Fontoura, da Polícia Militar, a-lerta para o respeito aos limites de velocidade, não realização de ultrapassagens perigosas, checar as condições do veículo e documentação do próprio motorista e não beber antes de dirigir.
Uma colisão frontal na rodovia BR-101 Sul, em Laguna, aumentou esta estatística nesta segunda-feira, 22. O acidente envolveu uma viatura do Pelotão de Patrulhamento Tático de Imbituba, placas MGR-356, de Florianópolis e um caminhão, placas ANT-6564, de Araucária (PR).
Todos os ocupantes da viatura vieram a óbito; o policial militar Roberto Carvalho de Souza, Leda Soares Gonçalves, de 43 a-nos e o filho Leandro Soares, de 13 anos. Outros dois militares sofreram lesões graves e foram encaminhados ao atendimento médico. Um deles era irmão do menino falecido.

VARIEDADES - Ziraldo participa de evento literário da Satc em Criciúma

O escritor Ziraldo foi convidado para participar de uma apresentação dos alunos da Satc na noite desta terça-feira; que se inspiraram nas obras do autor mineiro para realizar projeto.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

O escritor Ziraldo, um dos mais aclamados auto-res infantis brasileiros, co-nhecido pela obra Menino Maluquinho, esteve em Cri-ciúma na noite desta terça-feira, no Siso’s Hall, para prestigiar os estudantes do 1º ao 6º ano do ensino fun-damental da Escola Educa-cional Técnica Satc.
Antes do início do even-to, Ziraldo concedeu entre-vista coletiva à imprensa. O autor falou sobre a ale-gria de estar novamente em Criciúma. “Há um ano es-tive aqui e prometi que vol-taria. Foi a primeira vez que prometi voltar a algum lu-gar. No ano passado, foi muito emocionante. O contato com os pequenos é o sentido do meu traba-lho”, ressaltou o escritor.
A obra mais conhecida de Ziraldo, o Menino Malu-quinho completou 30 anos em 2010. Sobre o perso-nagem Ziraldo retra-ta: “O Menino Maluquinho é tudo que a nossa imaginação pode conceber. É o retrato do menino brasileiro ideal. Por isso, o sucesso que faz há 30 anos”.
Sobre o projeto da escola, o escritor disse ser uma “a-chado”. “Usar a internet para incentivar a leitura é muito interessante. É um desastre afastar a criança do livro”, completa.
Na ocasião, os alunos a-presentaram três novas cri-ações ao mercado literá-rio. Os livros Bichos da Flo-rest@, Maluquinhos de todo o Mundo e Gibi do Pererê fo-ram oficialmente apresen-tados aos pais e à Ziraldo, que é o inspirador das his-tórias escritas.
A noite especial come-çou às 19h30min, e o even-to foi aberto a toda a comu-nidade. “Para nós é muito importante realizar este e-vento, porque mostra o crescimento intelectual das crianças, que se tor-nam autores da própria história”, afirmou a coor-denadora geral do ensino fundamental, Ema Maciel de Souza.
A produção dos livros faz parte do projeto Oficina do Texto, desenvolvido pela Satc em parceria com o Por-tal Educacional Positi-vo. São 25 turmas partici-pantes. “Foi muito legal fazer o livro, gostei bastan-te”, revela Maria Laura Fra-ga Ghislandi, de 10 anos. A mesma satisfação é com-partilhada pela pequena Beatriz Teixeira, de 8 anos. “Gostei muito de escrever junto com minha turma”, comentou a menina.

ESPORTE - Montagem das arenas já tem data definida

Com a confirmação dos jogos de verão a Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara se prepara para a próxima terça-feira, dia 30, iniciar a montagem das arenas de competição na orla.

(Arquivo/Jornal Içarense)

O verão vem se aproximando e junto com ele as atividades esportivas que serão realizadas na orla do Balneário Rincão, em Içara, e o foco principal está nas competições do Praião e do Coroa Bom de Bola, já que exigem maior estrutura para a realização.
Faltando cerca de um mês para o início dos primeiros jogos as estruturas nem começaram a ser planejadas, sendo que o único material visível são as arquibancadas da arena do Praião, que precisam ser reformadas. Além disso à o problema imposto pela guarnição especial da Polícia Militar, para que haja a presença de policiais, en-tre as principais medidas requeridas, está a criação de uma barreira eficaz ao redor do campo. Ou seja, a rede de nylon precisará ser substituída por outro material mais resistente, como por exemplo, arame. Além disso, o consumo e o manuseio de bebidas alcoólicas nas arquibancadas não poderá ocorrer nos próximos jogos, tornando obrigatória a revista.
De acordo com o presidente da entidade Flávio Felisberto, às obras das arenas começam na terça-feira, o que der vai ser aproveitado, o resto será reconstruí-do. Ao ser questionado, sobre a exigência policial o presidente afirmou: “Não temos como atender a esse pedido, já que vai contra a libe-ração da Fatma, estamos com um projeto que trará segurança ao publico quanto aos atletas em campo”.

DISTRITO - Comunidade do Mirassol reivindica acesso ao transporte coletivo

Moradores do Mirassol entregam hoje documento com 200 assinaturas pedindo que o transporte coletivo passe pela comunidade, o ponto de ônibus mais próximo fica a 1km do bairro.

(Arquivo/Jornal Içarense)

Enquanto alguns mora-dores do Distrito Balneário Rincão solicitam que os ônibus não transitem pelas ruas onde residem, outros pedem que o transporte se aproxime da comunidade.
Cerca de 200 pessoas da comunidade do Mirassol reuniram as reivindicações em abaixo-assinado que deverá ser entregue hoje na subpre-feitura do Distrito.
Conforme o responsável pela Associação dos Mora-dores, Sebastião Geraldo da Silva, o ponto de ônibus mais próximo fica a quase 1 km da localidade. “Esta-mos lutando há dez anos por essa causa. Os que ma-is usam ônibus no Rincão são os moradores da Zona Sul”, salienta.
Silva destaca que muitas famílias do bairro serão beneficia-das, já que muitas não possuem meio de transporte parti-cular. Ele acrescen-ta ainda que a pro-blemática poderia ser sanada também com a veiculação de microônibus na localidade.
O subprefeito, Jai-ro Celoy Custódio, informou que a dis-ponibilidade de es-tender o transporte à comunidade será analisada junto à empresa responsável.
Ele ressaltou ainda que o itinerário estipulado no início do mês para evitar a degradação das ruas está sendo cumprido pelos
ônibus. A alteração prevê que apenas microônibus cir-culem no Rincão, enquanto que os transporte de gran-de porte permaneçam na en-trada do Distrito. Mas, esta semana novas barricadas foram feitas como meio de protesto pela transição dos ônibus.
Custódio justificou que a ação é de moradores que são contrários também ao trá-fego de microônibus.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

CAPA: Edição1.993 - Içara, 23 de novembro de 2010

Alunos de Colégio Evangélico participam de noite cultural
(Divulgação)


Lija Nosso Lar é arrombada pela quadrilha da marcha-ré
(Daniela Soares/Jornal Içarnese)


Zefiro Giassi é homenagiado na ALESC
(Divulgação)

EDITORIAL - Içara se torna cidade sem lei

Por mais que as Polícias Civil e Militar se esforcem para manter a ordem em Içara, a falta de efetivos é uma realidade que vem deixando a segurança na cidade a desejar.
A última ocorrência foi o da quadrilha da marcha-ré, que vem aterrorizando outras cidades e, neste fim de semana, quebrou a janela da loja Nosso Lar. E o carro usado na ação é roubado, dando prejuízo para terceiros. A hipótese é de que os envolvidos sejam menores, mas quem ficam com os roubos são adultos.
A lei, infelizmente, protege os marginais menores de 18 anos, que se proliferam que nem barata.

CHARGE

De olhovivo no município

Ações sociais nos bairros Demboski e Linha Anta

Administração Municipal de Içara esteve presente na Primeira Feira Comunitária do bairro Demboski e Linha Anta, realizada no sábado (20).
Participaram das a-tividades as Secretaria de Saúde de Içara oferecendo diversos serviços e orientações. Também participou a Fundai com serviços de distribuição de mudas de árvores nativas e fazendo orientações aos moradores; CAPS; Secretarias de Agricultura; de Educação e Cultura; além de atividades esportivas e recreativas proporcionadas pela Fundação Municipal de Esportes (FME).
“Procuramos sempre aproximar o governo da comunidade tendo como foco os pilares desta administração que são saúde, educação e assistência social. Humanizar os serviços é o nosso objetivo”, explicou o secretário de Saúde, Laudelino Calegari.
O evento ainda contou com a parceria do acadêmico do Curso de Física do Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC), de Içara, Alcides Rebello, que apresentou um protótipo de um aquecedor solar fabricado com materiais recicláveis, como garrafa PET e embalagem tetra pak.
Na sexta-feira a Secretaria de Saúde participou, em parceria com a Rádio Difusora, de ação social no Mi-rassol, Balneário Rincão, onde foram oferecidos os serviços de consulta médica e odontoló-gi-ca; coleta de preventivo; teste rápido da hepatite C; coleta de exame de HIV - Equipe do Programa DST/AIDS; solicitação de mamo-grafia; entre outros.

POLÍTICA - Equipe da AMI retorna de Brasília com projetos do HSD

Devidos aos problemas financeiros do Hospital São Donato, a equipe da Administração Municipal de Içara priorizou projetos da instituição para serem levados a Brasília nesta semana.

(Bruna Borges/Jornal Içarense)

Devidos aos problemas financeiros do Hospital São Donato, a Administração Municipal de Içara pri-orizou projetos da instituição para serem levados a Brasília nesta semana.
Recém chegada da Capital Federal, a comitiva da Administração Municipal de Içara retornou à capital Federal na noite desta segunda-feira, dia 22, a fim de aproveitar a última semana que os deputados têm para apresentação de emendas ao orçamento do próximo ano.
No final da tarde de ontem, a gestora de projetos, Marli De Faveri esteve no Hospital São Donato para oferecer, em nome do prefeito Gentil da Luz (PMDB) e do deputado federal Jorge Boeira (PT), ajuda à entidade. “O deputado Jorge Boeira quer ser mais uma mão para ajudar o São Do-nato. Ele disse que está comprometido em liberar uma emenda ao hospital”, ressaltou Marli.
Boeira havia marcado presença na reunião, mas, segundo Marli, teve que voltar às pressas para Bra-sília. A diretora administrativa do hospital, Cleide Ge-remias, entregou à gestora cinco projetos do hospital: aquisição de material e de equipamentos, utensílios para o setor de nutrição e dietética, gerador de energi-a, enxoval para uso hospitalar e recursos para a construção da farmácia central.
De acordo com a diretora do hospital, o valor estimado dos projetos é de R$ 594 mil. Marli pediu que a administração do hospital providenciasse até as 19h de ontem ofício a alguns parlamentares que foram votados em Içara, para os quais ela iria entregar cópias dos projetos pessoalmente, são eles: Edinho Bez (PMDB), Neuto de Conto (PMDB), Mauro Ma-riani (PMDB), Celso Mal-daner (PMDB), João Pizzo-latti (PP), Paulo Bornhau-sen (DEM), Claúdio Vig-natti (PT), Ideli Salvatti (PT) e Angela Amin (PP). “Agora é a raspinha do tacho. Temos que aproveitar para levar estes projetos a Bra-sília e ajudar o nosso hospital”, reforça Marli.
Esteve presente também na reunião, representando Jorge Boeira, o ex-vereador Valmor Rosso, que foi um dos coordenadores da campanha vitoriosa do deputado em Içara.

COLUNISTA - Maso Nyetto,


“Temos que tomar algumas providências e questionar onde estão indo os recursos. Só estamos pagando e não estamos recebendo nada de volta. Por isso que tem um grande número de associados descontentes com a atual administração da Cooperaliança”. Declaração do empresário José Francisco Pizzetti, na primeira reunião do grupo de oposição à atual administração da Cooperaliança.

A falta de medicamentos de alto custo
e o prazo de entrega das casas do Programa Minha Casa Minha Vida, foi discutido em reunião dos vereadores de Içara, com Secretário de Saúde e de As-sistência Social Laudo Calegari e a gestora Mira Da-gostim, nesta segunda-feira.
O autor do requerimento do encontro vereador Os-mar Manoel dos Santos, o Marzinho, questionou aos responsáveis pela secretaria de saúde sobre a falta de medicamentos contínuos de alto custo. “Já estive duas vezes na Secretaria e verifiquei a falta deste tipo de medicamentos”; comentou Marzinho.
Segundo a gestora, a distribuição do medicamento é de responsabilidade do governo estadual. “Em mui-tos casos o governo envia remédios com dosagens me-nores ou até mesmo errados para o município, já pedi-mos uma solução para o caso mais não fomos atendi-dos”; explicou Mira Dagostim.
Assim os vereadores definiram que será redigido um oficio para o secretário de saúde com uma lista dos remédios contínuos necessários. “São muitas as pessoas que precisam deste atendimento, é preciso resolver o problema urgente”; concluiu Marzinho.
Sobre o Programa Minha Casa Minha Vida, Calegari falou que a previsão para a entrega das casas é para o mês de fevereiro. “As pessoas contempladas com as unidades habitacionais serão selecionadas conforme critérios da Caixa Econômica Federal”; disse ele.
E para variar, sempre os mesmos vereadores que participaram da reunião. Cadê os demais?

Deigo Vitorassi
convidou a coordenação do ProJovem Urbano para usar o horário político no dia 2 de dezembro, para tratar do trabalho realizado no Loteamento Jussara, em Içara.

Faltam
sete edições para o Jornal Içarense chegar a marca de nº 2000.
E para festejar essa conquista o JI realiza nesse sábado a 12ª Edição do Destaque Içarense.

O tucano André Mazzuchello Jucoski
autor do Requerimento 207/10, convoca o comando da Polícia Militar de Içara e o delegado da cidade para tratar da segurança na cidade, além do capitão do Corpo de Bombeiros para falar sobre a temporada de verão. A reunião está agendada para dia 2 de dezembro, às 16h30min, no Plenarinho Adão dos Santos Moreira, na Câmara Municipal de Içara.
Na quinta-feira, Polakinho foi vítima de furto em seu carro depois que os ladrões arrombaram uma das portas de trás do Uno. O ato criminoso ocorreu em frente a antiga Câmara de Vereadores de Içara.

Frase
“ A calúnia e a injúria são as armas prediletas dos ignorantes. (George Sand).

GERAL - Renovação no corpo efetivo do Conselho Tutelar de Içara

Duas conselheiras deixam suas funções e Edina Rabassa assume como integrante do Conselho Tutelar e órgão aguarda nova profissional que deverá ser encaminhada nas próximas semanas.

(Daniela Soares/Jornal Içarnese)

Atuando há 30 anos co-mo professora na Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Edi-na de Fátima Borges Ra-bassa, assumiu na última semana como integrante do Conselho Tutelar do município. A mudança se deu pela substituição de uma das duas conselhei-ras que deixaram as funções. O órgão aguarda outra conselheira que deverá ser encaminhada nas próximas semanas.
O procedimento para a-tuar no órgão compreende a inscrição com posterior votação, realizada por representantes de entidades e de escolas municipais e estaduais. A eleição é realizada a cada três anos, sendo que na última, Edi-na ficou como suplente.
Pela segunda vez como conselheira, a professora destaca que pretende dar seguimento à luta pelos direitos da criança e do adolescente. “O conselho faz um trabalho muito importante para amenizar os problemas que afetam as crianças, mas depende muito do auxílio do Poder Público”, considera.
A conselheira acredita que a estrutura familiar contribui essencialmente para uma infância e adolescência saudáveis. “Muitas vezes falta atenção ou os pais imporem limites”, ressalta.
Um atendimento realizado no último fim de semana chamou a atenção no município. Uma moradora do bairro Vila Nova foi surpreendida pela abordagem de uma menina de 12 anos que pedia água à noite. A adolescente confessou à mulher que havia sofrido maus tratos e havia fugido de casa.
A menina foi levada à de-legacia na companhia de conselheiras e policiais militares. Conforme Edina, a família relatou que a menor não sofre agressões. O delegado Rafael Marin Iasco, disse que tomará depoimento da comunicadora das possíveis agressões e depois envolvidos para apurar o caso.

POLÍCIA - Assalto pode ter envolvimento com quadrilha da região Sul

Arrombamento com o uso de veículo em marcha-ré aponta característica de crimes ocorridos na região; delegado Rafael Iasco deverá trocar informações com delegacias que investigam o grupo.

(Arquivo/Jornal Içarense)

Os delegados Rafael Ma-rin Iasco e Fernando de Fa-veri investigam um crime já conhecido na região. Com o auxílio de veículos, lojas têm sido arrombadas e a mais nova vítima foi a Nosso Lar, no Centro de Içara. A ação aconteceu na madrugada de sábado, 20.
O estabelecimento teve os vidros quebrados e alguns produtos, como televisores foram levados. Vizinhos perceberam o crime por volta das 3h50 e acionaram a Polícia Militar de Içara.
Para Iasco, a ação pode estar ligada a outras simila-res que têm sido registra-das na região. O delegado disse que irá trocar informações com as comarcas vizinhas para descobrir a autoria do assalto.
Iasco ressalta que esta é uma possibilidade, mas que ainda não há suspeitos do assalto.
A chamada gangue da marcha-ré estouraram um estabelecimento comercial em Co-cal do Sul, no mês de julho, levando televisores. Sendo que a loja teria sido al-vo do grupo por duas vezes. Na ocasião três suspeitos menores de idade foram apreendidos, mas fugiram em seguida.
A gangue teria cometido crimes também nos municípios de Criciúma, de U-russanga e de Orleans.

VARIEDADES - Gruta é inaugurada no bairro Novo Caravággio

A gruta foi inaugurada pelo Bispo Dom Jacinto Flach, em Içara; demais construções serão feitas no local, entre elas uma capela, um centro de eventos, uma área verde para lazer, entre outras.

(Foto/Divulgação)



Inaugurou neste domin-go, dia 21, a Gruta de Nos-sa Senhora de Fátima, no bairro Novo Caravággio, em Içara.
A obra foi feita no terreno da Renovação Carismática Católica (RCC) da Diocese de Criciúma. No local, tam-bém será construída, futu-ramente, a Casa de Retiro Cordeiro de Deus, para en-contros, retiros e reuniões.
Estiveram presentes no ato religioso o Bispo Dom Jacinto Inácio Flach, Padre Antônio Madeira (Asses-sor da RCC de Criciúma), e os padres Antônio Júnior, Vilmar Moretti e Marcos Rech, a coordenadora dio-cesana do Movimento, Ira-cema Custódio, pessoas da comunidade e os membros da RCC de toda a diocese.
Dom Jacinto concedeu a benção à imagem. O padre Antônio Madeira entregou nas mãos de Deus aqueles que sonharam com o terre-no e que trabalharam para a idealização do mesmo e, com isso, a construção do Reino de Deus.
Por fim, a coordenadora diocesana Iracema, agra-deceu a todos que colabo-ram e pediu a intercessão de todos, para que os proje-tos se concluam, cumprin-do assim, a missão de e-vangelizadores.

ESPORTE - FME de Içara concretiza parceria com Orange Futsal

A parceria entre Orange Futsal e a Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara trará um novo rumo à modalidade focando novas conquistas para o município na modalidade em 2011.

(Divulgação)

A Fundação Municipal de Esportes (FME) de Içara continua com os preparativos visando a temporada 2011 de competições esportivas, com o bom desempenho que as equipes de base tiveram este ano, fez com que o foco voltasse ao futsal, pensando nas competições que ainda virão e parcerias começam a serem feitas.
Como a que aconteceu com a Orange Futsal, Içara marcará presença no Estadual Amador. Os primeiros desafios sob a parceria do time com a FME acontecerão já nos próximos dias 27 e 28, em Anitápolis. Em dezembro, o compromisso ocorrerá entre 11 e 12 de dezembro, em Florianópolis.
O nome do município será levado ainda ao Praia-no, de Arroio do Silva. E, no próximo ano, a equipe defenderá a FME nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), de 4 a 11 de novembro, em Criciúma.
O time da Orange Futsal foi fundado em 2006 apenas como diversão, em Criciú-ma. A partir de 2008, o time começou a disputar competições e levar mais a sério o que era até então uma brincadeira.
Esta nova parceria com a entidade içarense, pode elevar o nome da e-quipe e dar um reconhecimento nacional muito maior, do que o atual.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

CAPA: Edição1.992 - Içara, 19 de novembro de 2010

Iniciada demolição dos quiosques no Rincão
(Alex Cichella/Jornal Içarense)


Mello busca apoio para se eleger presidente da Câmara
(Andrê Dal. Pont/Divulgação)


Grupo Façart é 3º lugar em Festival de Dança
(Divulgação)

EDITORIAL - Carpes e Mello na disputa

Depois das eleições de de-putados e de governadores em outubro, e no clima das disputas para a presidência da Cooperaliança, que o-corre em março de 2011, as atenções estão voltadas pa-ra a escolha do presidente da Mesa Diretora da Câma-ra de Vereadores, no dia 23 de dezembro.
Até o momento, os can-didatos são Darlan Biten-court Carpes (PP) e Antô-nio de Mello (PMDB), que estão no terceiro mandato, e buscam apoio dos oito ve-readores do Legislativo.
Até o dia da prévia vai ter muita negociação entre os partidos do PP,PMDB, PSDB, DEM e PDT. Que vença o melhor.

CHARGE

COLUNISTA - Viviane Maragno,


Tenha cuidados com as unhas (1)

“Debaixo das unhas de u-ma pessoa podem ser en-contradas células mortas, poeiras, ácaros, bactérias e fungos. Isso sem contar re-síduos diversos que depen-dem da atividade profissi-onal da pessoa”, comenta Solange Teixeira, dermato-logista da Unifesp.  
As unhas podem ainda de-nunciar eventuais proble-mas de saúde. Algumas alte-rações na aparência podem ser o reflexo de doenças sis-têmicas, como a anemia, do-enças cardíacas e diabetes.  
A podóloga Tatiany Ker-messi lembra que apenas fazer as unhas com certa fre-qüência não é o suficiente para mantê-las limpas. “O ato de fazer as unhas deve ser realizado a cada 20 dias, pois a retirada da cutícula facilita a penetração de fun-gos e bactérias”, comenta.  
Se você costuma devorar as unhas da mão, fique sa-bendo que além de interfe-rir na sensibilidade tátil, o ato de roer aumenta o risco de inflamações e infecções.
“Nossa pele é normal-mente composta por uma flora de bactérias e fungos. Se a pessoa estiver com o sistema imunológico baixo, em um ambiente propício, esses fungos e bactérias po-dem se proliferar”, explica Tatiany Kermessi.
As bactérias encontradas embaixo da unha vivem na pele podendo causar algum distúrbio ao organismo. Os tipos mais freqüentes de se-rem achados são o estafilo-cocos, estreptococos e os p-seudômonas. Já a levedura mais freqüente é a cândida.
É importante lembrar que essas bactérias e leveduras podem ser transmitidas pa-ra outras pessoas bem como para outras partes do corpo. Ferimentos abertos ou lo-cais de resistência menor, como as superfícies muco-sas, são áreas com maior ris-co de contaminação.
Segundo Solange, as do-enças mais fáceis de serem encontradas nas unhas são as infecciosas. “Alguns fun-gos e leveduras causam do-enças que levam ao espes-samento, alteração de colo-ração e descolamento das u-nhas”, ensina.  
Outra doença que pode a-parecer debaixo da unha é a verruga, causada pelo ví-rus HPV. Muitas vezes essa doença leva a deformação e descolamento, que podem ser confundidos com mico-ses e tumores. Manchas es-curas, pretas e acastanhadas podem não ser apenas su-jeira ou resíduos, mas sim uma alteração racial ou mesmo um tumor maligno, chamado melanoma.
O restante repasso na pró-xima semana...